ONU discute destruição de armas químicas na Síria

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) se reúne nesta sexta-feira (27) em Haia, Holanda, às 21 horas (horário de Brasília) para decidir sobre o acordo firmado entre Rússia e Estados Unidos em relação à destruição das possíveis armas químicas na Síria. A CTB defende a paz no mundo e condena a ação imperialista, porque quem mais perde com a guerra é sempre a classe trabalhadora.

Uma missão da ONU começou nesta quinta-feira (26) uma investigação sobre o suposto uso de armas químicas no país do Oriente Médio. Os especialistas recolheram documentos e amostras e também realizaram diversas entrevistas. Com previsão de concluir os trabalhos dia 30 de outubro.

Outra organização, a OPAQ (Organização para a Proibição de Armas Químicas), começará na terça-feira (1º de outubro) a inspecionar locais de produção e armazenamento que não constam na lista entregue pela Síria no dia 19 de setembro, mas que são considerados suspeitos.

A inspeção do arsenal sírio, proposta pela Rússia ainda em agosto, foi aceita pelo governo de Bashar al-Assad, que também já enviou documentos à ONU para a adesão à Convenção internacional sobre Armas Químicas.
A reunião do Conselho de Segurança da ONU poderá dar um basta em toda a celeuma criada em torno da acusação de terem sido utilizadas armas químicas contra a população civil no dia 21 de agosto, onde afirmam terem morrido mais de 1,4 mil pessoas, inclusive muitas crianças.

Em seu discurso na 68ª Assembleia Geral das Nações Unidas, a presidenta Dilma defendeu uma solução política para e condenou qualquer tentativa de ataque à Síria sem autorização do Conselho de Segurança da ONU.

Portal CTB com agências

Compartilhar: