OCDE alerta para consequências da guerra comercial para o mundo

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) fez um preocupante alerta sobre as consequências negativas de uma guerra comercial para o crescimento da economia mundial, depois de rebaixar sua previsão de crescimento para este ano.

Em suas previsões divulgadas nesta terça-feira (21), a entidade havia estimado um crescimento da economia mundial este ano de 3,2%, um décimo a menos que em seu relatório de março.

Para o próximo ano, manteve a perspectiva de 3,4% de crescimento.

Segundo a OCDE, apenas se os estados evitarem uma guerra comercial será possível obter uma revitalização da economia no mundo.

‘Os governos devem agir urgentemente para revigorar um crescimento que beneficie todos’, afirma a organização no documento divulgado terça, agregando que os conflitos devem ser resolvidos com maior cooperação e uma melhora do marco jurídico internacional, em referência à reforma na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Em relação à zona do euro, a OCDE manteve sua previsão de crescimento em 1,2% este ano, bem como para a China, que continua em 6,2% este ano e seis para o próximo.

No caso dos Estados Unidos, revisou a previsão de crescimento para 2,8% para 2019 (dois-décimos a mais), enquanto se espera para 2020 uma cifra menor: 2,3%.

Com respeito à América Latina, está previsto um crescimento de 1,4% para o Brasil este ano, 1,6% para o Chile e 3,4 para Colômbia.

A OCDE, com sede em Paris, é um organismo de cooperação internacional destinado a coordenar as políticas econômicas e sociais dos 36 países que o integram.

Fonte: Prensa Latina

Compartilhar: