López Obrador: bem-estar social é mais importante do que crescimento econômico

O presidente do México disse que o crescimento econômico de um país não garante o bem-estar de sua população, e, sendo assim, pouco importa o quanto uma economia cresceu se as riquezas estiverem concentradas em poucas mãos.

Em coletiva de imprensa sobre os dados da economia mexicana do ano passado, revelados nesta quinta-feira, Andrés Manuel López Obrador afirmou não se importar muito com o tamanho do Produto Interno Bruto (PIB), mas, sim, com a melhoria da qualidade de vida dos mexicanos. Segundo ele, durante o período neoliberal, o pouco crescimento registrado no México só serviu para que os ricos acumulassem mais dinheiro. E, agora, é hora de se preocupar com outros parâmetros.

“Posso dizer que há bem-estar. Pode não haver crescimento, mas há desenvolvimento e bem-estar, que são diferentes”, disse ele, respondendo a uma pergunta sobre os dados oficiais publicados neste 30 de janeiro.

Mais cedo, o Instituto Nacional de Estatística e Geografia informou que a economia mexicana sofreu uma contração de 0,1% em 2019 em relação ao ano anterior, depois de crescer cerca de 2% em 2018. No entanto, de acordo com Obrador, mais importante do que medir o PIB seria concentrar os esforços em uma melhor distribuição de renda e garantir que os benefícios cheguem a todos os mexicanos. 

#PIB Oportuno mostra a desaceleração da economia mexicana desde o segundo semestre de 2018: depois de crescer 2,5% ao ano (números originais) em 2018-T3, é possível observar uma queda de (-) 0,3% em 2019-T3 e T4.​

“Não é fácil, depois de 36 anos de predomínio de um modelo econômico, que, por sinal, fracassou, medir de outra forma, levando mais em conta o bem-estar e o desenvolvimento”, enfatizou o presidente. “É isso que me acalma, porque, abaixo, há mais poder de compra, não há crise de consumo”, acrescentou.

Via Sputinik

Compartilhar: