Federação Sindical Mundial convoca Dia Internacional de Ação 2018

A Federação Sindical Mundial (FSM) convoca a classe trabalhadora para o Dia Internacional de Ação, comemorado em 3 de outubro, data de sua fundação, em Paris, em 1945.

Nesta quarta-feira (3), diversos atos serão realizados por todo o mundo em defesa dos direitos sociais e trabalhistas.

Este ano, a FSM enfoca sua luta na garantia de segurança social e saúde gratuita para todos. 

Baixe aqui o cartaz oficial do evento 

Leia abaixo a convocatória:

A FSM está comemorando sua fundação e o Dia Internacional de Ação em 3 de outubro de 2018 dedica esta data à demanda por seguridade social.

O Secretariado da FSM convoca os sindicatos de todos os países a organizarem atividades, greves, manifestações para homenagear o Dia Internacional de Ação de 2018 sob o lema principal: “Garantir a segurança social e saúde gratuita para todos” juntamente com as outras demandas do movimento sindical classista em todos os países do mundo.

A classe trabalhadora internacional une suas vozes aos lemas: Previdência Social Pública e saúde gratuita para todos, Semana de trabalho de 35 horas – 7 horas por dia – 5 dias por semana, Negociação Coletiva, Sindicalismo e liberdades democráticas, Solidariedade com o povo palestino.

A seguridade social e os cuidados de saúde são questões que podem unir os trabalhadores em todo o mundo para organizar, sob as bandeiras, os slogans e os princípios da FSM, várias atividades militantes com o objetivo de mobilizar a classe trabalhadora. Demonstrações e atividades vão exigir segurança social e saúde, empregos estáveis para todos, eliminando as causas da privatização no setor da saúde e cortes em medidas de segurança social para a proteção dos desempregados.

Não há razão para que haja pobreza, guerras imperialistas, destruição do meio ambiente, exploração capitalista, privatização dos bens e recursos públicos, desmantelamento de hospitais e sistemas educacionais se não a ganância implacável de poucos capitalistas para obter lucro e os mecanismos e estados que os suportam, causando sofrimento, escassez, altos preços e poluição ambiental.

O problema é oportuno e crucial. Em muitos países, há debates consideráveis sobre a Previdência Social. Quase todos os governos, tanto neoconservadores quanto social-democratas, tomam muitas decisões duras e antitrabalhistas. Portanto, o movimento sindical de classe em todo o mundo deve coordenar e agir de acordo com os interesses da classe trabalhadora. O movimento sindical classista e suas propostas podem dar uma saída alternativa, outra solução, outro caminho a seguir.

Em 3 de outubro de 2018, marchamos em todos os países para garantir a segurança social e a saúde gratuita para todos. Nós lutamos pelos nossos direitos! Organize sua atividade escolhida, em seu país e junte-se à luta internacional da classe trabalhadora!

O Secretariado

Portal CTB  

Compartilhar: