Divanilton Pereira destaca unidade da classe trabalhadora em dia de ação da FSM

Foto: George Mavrikos, secretário-geral da FSM e Divanilton Pereira, vice-presidente da CTB e secretário-geral adjunto da FSM

Nesta quarta-feira (3), a Federação Sindical Mundial (FSM) comemora seus 73 anos com atividades envolvendo a classe trabalhadora em todo o mundo. No Brasil, entidades sindicais lembram a data com atividades que enaltecem a organização internacional.

Dia Internacional de Ação: saiba como funciona a Federação Sindical Mundial

Para o vice-presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e secretário-geral adjunto da FSM, Divanilton Pereira, o Dia Internacional de Ação é uma data que marca as lutas e promove a unidade de ação da classe trabalhadora mundial.

Na opinião do sindicalista, a entidade internacional tem papel fundamental para a defesa dos direitos sociais e trabalhistas. “Em meio ao atual cenário em que o conservadorismo avança e os trabalhadores e trabalhadoras estão com seus direitos ameaçados, a FSM reaparece com grande perspectiva e uma visão estratégica no sindicalismo internacional”, declarou ele.

Segundo Divanilton, a FSM tem exercido um protagonismo mundial, reconhecido pela classe trabalhadora. “Exemplo disso é sua mais recente filiação, a Cosatu, que é a maior central sindical da África do Sul”, sublinhou.

Em 2015, a CTB sediou uma grande comemoração do aniversário de 70 anos da FSM, com um Simpósio Sindical Internacional e um Ato Mundial Anti-imperialista, realizado no vale do Anhangabaú, em São Paulo. O evento reuniu na capital paulista sindicalistas de todo o Brasil e delegações internacionais de 37 países.  

Segurança Social e Saúde Pública

“Garantir a Segurança Social e Saúde Gratuita para todos” é o tema do Dia Internacional de Ação. Para o presidente da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), entidade filiada à FSM, e do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald dos Santos, o assunto é de extrema relevância neste momento. “O direito à saúde é uma conquista civilizatória que está sob ataque”, expressou o dirigente.

Ele lembra que o movimento sindical surgiu em torno da proteção à vida e à saúde da classe trabalhadora. “Ter este dia de luta colocado pela FSM é destacar a conquista do povo brasileiro que tem um dos sistemas de saúde pública mais eficientes do mundo”, frisou.

sintracom ba dia luta

Neste dia de luta, a CTB divulga a história da FSM. Na Bahia, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção e da Madeira (Sintracom-BA) realizou uma conversa com trabalhadores em uma obra e contou com a presença dos cetebistas Lucia Maia e Aurino Pedreira.

 

CTB sediou as comemorações dos 70 anos da FSM, em 2015

 

1 fsm 70 anos

2 fsm 70 anos

3 fsm 70 anos

21958095515 411b8eee8b z

21945884642 c5b445bf03 z

21771097109 a748e2c262 z

21945776842 873ee5eb9d z

21967596761 b6c2a4edc7 z

21967765121 879506d09f z

Portal CTB

Compartilhar: