CTB debate revolução tecnológica e o mundo do trabalho durante encontro sindical em Lisboa

Termina nesta quinta-feira (30) em Lisboa a Conferência Sindical Internacional “O Futuro do Trabalho – A Valorização do Trabalho e dos Trabalhadores” organizada pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN).

Em Portugal, CTB participa de conferência sindical internacional sobre o futuro do trabalho

Durante dois dias, a capital portuguesa recebeu representantes de entidades sindicais de toda a Europa, África, Ásia, América e Oriente Médio que puderam trocar experiências e ampliar o debate sobre o assunto.

cgtp nivaldo site“Acreditamos que o movimento sindical precisa aprofundar o estudo dessa nova etapa da reestruturação produtiva, propor formas alternativas de organização sindical enfrentar as mudanças produzidas pela revolução técnico-científica e as novas formas de gestão e organização do trabalho”, expressou o secretário de Relações Internacionais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nivaldo Santana, durante sua exposição na atividade. (Leia aqui a íntegra do discurso de Nivaldo Santana). 

Na opinião do dirigente, o movimento sindical de orientação classista e progressista não pode se opor ao avanço da ciência e da tecnologia. “Nossa compreensão é que a luta por uma sociedade mais avançada considera a ciência e a tecnologia meios importantes para a humanidade perseguir objetivos nobres e alcançar avanços civilizatórios”, destacou.

Outro tema abordado durante sua fala foi sobre a crise no Brasil após o golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff, em 2016. “Neste curso espaço de tempo, o governo aprovou reformas que reduzem os direitos trabalhistas, permitem a terceirização em todas as atividades, fragilizam os sindicatos e a própria Justiça do Trabalho”, alertou Santana. 

nivaldo conferencia 1

Neste sentido, o sindicalista informou que “a CTB considera como questão fundamental da conjuntura a união de amplas forças políticas e sociais para derrotar o golpe, realizar novas eleições presidenciais e abrir caminho para uma nova agenda de recuperação dos direitos trabalhistas, valorização do trabalho, defesa da democracia e da soberania nacional”, concluiu.

A delegação cetebista no encontro conta com a participação do tesoureiro do Sindicato dos Professores de Minas Gerais (Sinpro-Minas), Newton Souza e do secretário-geral da União Internacional Sindical de Metalúrgicos e Mineiros (UISMM), Francisco Souza.

Para contribuir com os debates, a CGTP-IN disponibilizou em seu site (acesse aqui) um documento-base para, segundo a entidade, estimular a reflexão do movimento sindical internacional para impulsionar a sua ação comum e convergente na valorização do trabalho e dos trabalhadores.

Portal CTB 

Compartilhar: