Correa entregará proposta de reforma trabalhista no Equador

O presidente equatoriano, Rafael Correa, reiterou na última terça-feira (11) sua convocatória para uma concentração popular no sábado (15) em Guayaquil, onde será entregue um pacote de reformas do atual Código de Trabalho para que a Assembleia Nacional inicie seu trâmite.

A data é emblemática para o movimento operário equatoriano que, em 1922, protagonizou nas ruas daquela cidade a primeira greve nacional, que terminou em um massacre perpetrado pela repressão do então presidente José Luis Tamayo.

Segundo estimativas do Movimento Aliança País (AP), cerca de 100 mil pessoal estarão presentes na mobilização, na qual Correa entregará uma proposta de mudanças na legislação trabalhista vigente. Uma delas é a “demissão nula”, que visa proteger as mulheres grávidas.

O presidente reiterou que solicitou dos membros da Aliança País na Assembleia que debatam “com maior amplitude” as reformas previstas.

Com Agência Andes

Compartilhar: