Cebrapaz condena ameaças à senadora colombiana Piedad Córdoba

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) divulgou nesta semana uma nota de solidariedade à senadora colombiana Piedad Córdoba, que tem sido ameaçada de morte por grupos paramilitares do país.

A CTB faz suas as palavras do Cebrapaz, reiterando seu apoio à luta pela paz na Colômbia. Em abril, seu secretário de Políticas Sociais, Carlos Rogério Nunes, esteve presente ao lançamento do Movimento Marcha Patriótica, do qual a senadora é uma das principais lideranças.

Confira abaixo a nota:

Nota de Repúdio

São Paulo 16 de Maio de 2012.

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz – Cebrapaz vem a público manifestar seu veemente repúdio as ameaças de morte realizadas contra a senadora Piedad Cordoba, líder do movimento colombianos e colombianas pela paz, destacada lutadora da defesa de uma saída política para o conflito armado colombiano. De igual modo denunciar o assassinato de três membros do movimento político recém constituído denominado Marcha Patriótica.

As recentes ameaças de morte que grupos paramilitares denominados “autodefesas unidas da Colômbia”, “Los Rastrones” e “Las Águilas Negras”, são conhecidos na Colômbia como guerra suja e têm por detrás o envolvimento de setores da elite política do país.

Estas ameaças são acompanhadas de tentativas destes setores em inviabilizar a construção de um dialogo que possa levar a uma saída negociada ao conflito que já ultrapassa quatro décadas de existência. Muito nos faz crer que os atentados cometidos nas últimas horas estão vinculados ao esforço de setores da extrema direita colombiana em inviabilizar a aprovação de um marco legal na câmara de deputados para as negociações de paz.

O povo colombiano não quer deixar escapar esta oportunidade de dar um fim ao derramamento de sangue. O povo colombiano tem o direito de encontrar uma saída para o conflito armado. Os que tentam hoje sabotar estas tentativas são os mesmos que nos anos 80 utilizaram do método de terror e extermínio para eliminar mais de quatro mil dirigentes do movimento União Patriótica, sendo tal episódio, um dos maiores genocídios de nosso continente.

As forças democráticas, progressistas e defensoras da paz não podem permitir que isto volte a ocorrer. O governo colombiano tem a obrigação de garantir a vida e o direito de se organizar, dos que buscam pela participação política um caminho de paz.

Cabe ao Governo da Colômbia garantir a vida da dra. Piedad Córdoba, de dra. Glória Quartes, e do Deputado Ivan Cepeda .
Todo nosso apoio e solidariedade a senadora Piedad córdoba e aos membros de colombianos e Colombianas pela Paz.

Estaremos alertas.

Socorro Gomes – Presidente do Cebrapaz

Compartilhar: