Greve na Cetesb tem adesão de 70%; trabalhadores convocam ato contra Doria

Em assembleia nesta sexta (14), trabalhadores Cetesb votaram pela continuidade da greve. Também foi aprovada a realização, na próxima segunda (17), às 11h, de ato na porta da Secretaria Estadual da Fazenda, e nova assembleia, na terça (18), às 11h. O movimento segue com tranquilidade, com 70% da categoria parada e com a garantia da oferta dos serviços essenciais para a população.

“A categoria está mobilizada e a realização desse ato na Secretaria da Fazenda só confirma a vontade da categoria de lutar contra essa política nefasta de João Doria”, diz o presidente do Sintaema, José Faggian. “São Paulo é o estado mais rico do Brasil e esse governo nega a esses trabalhadores o mínimo, que são as perdas inflacionárias. Não vamos retroceder – vamos seguir firmes na luta até o final.”

Durante a assembleia, a categoria reiterou sua insatisfação com a política do governo. “Esse governo tem ódio do trabalhador. É vergonhoso termos que acionar a Justiça para garantir nossa recomposição salarial. Não descansaremos até garantir que João Doria pague nossos reajustes”, reafirmaram os trabalhadores.

Não é de hoje que as gestões tucanas atacam os direitos dos trabalhadores da Cetesb. Desde que assumiu o governo, Doria impõe uma política de desmonte e arrocho salarial à categoria. O Sintaema luta contra essa política brutal de ataque aos direitos dos cetesbianos de não valorizar uma categoria que, diuturnamente, trabalha pelo bem-estar da população.

Com informações do Sintaema

Compartilhar: