Vale do Paraíba (SP): bancários cruzam os braços por reajuste salarial; Greve atinge seis cidades na região

Cerca de 60% dos trabalhadores votaram pela paralisação por 24 horas, nesta terça-feira (30), com indicativo de greve por tempo indeterminado para 8 de outubro, de acordo com orientação do Comando Nacional dos Bancários.
Paralisação aprovada prevê braços cruzados por 24 horas      

Essa foi a proposta defendida pelo Sindicato para forçar uma nova rodada de negociação com os banqueiros.

Na região do Vale do Paraíba, aderiram a greve as cidades de Taubaté, Pindamonhangaba, São José dos Campos e Jacareí. No Litoral Norte, cruzaram os braços os bancários de Caraguatatuba e São Sebastião.

Os bancários lutam por um reajuste salarial de 13%, recusando a proposta de 7,5% oferecida pela Fenaban. A categoria também quer mudanças nos cálculos da PLR.

 “Temos uma grande responsabilidade com mais de 120 mil trabalhadores. Se partíssemos agora para uma greve por tempo indeterminado, teríamos que ficar parados sem ter qualquer perspectiva, já que ainda não há indicativo de outra proposta por parte dos banqueiros”, explico o presidente do Sindicato, Luiz Cláudio Marcolino.

Os outros 40% presentes à assembléia votaram na proposta apresentada pela oposição bancária (PSTU), que queria a greve por tempo indeterminado já a partir desta terça-feira.

Pinda Vale

Compartilhar: