Uma simples história

Por Antonieta Shirlene*

Ela acorda
Faz o café
Enquanto a roupa é centrifugada
Dá o lanche para os filhos
Os coloca na van escolar
Pega sua bolsa e a marmita
Um ônibus lotado
Dez horas depois está em casa
Faz a janta
Coloca os filhos na cama
Pensa: como são lindos!
Finalmente pensa em tomar seu banho
Esta é a única hora que ela tem para cuidar de si mesma
Não!
Ela não vai cuidar de si…
Acabou de ser morta pelo marido desempregado que chegou bêbado do bar
Agora Maria da Silva é só mais um número no ranking do feminicídio

*Antonieta Shirlene é Diretora Adjunta da Secretaria de Aposentados e Pensionistas da CTB e Diretora do Sindicato dos Professores de Minas Gerais. É também Conselheira Municipal dos Direitos da Mulher.

Compartilhar: