Toda solidariedade ao Sinpro-MG!

As entidades sociais, sindicais e estudantis que representam a Educação em MG, vem manifestar sua solidariedade ao Sindicato dos Professores de Minas Gerais (Sinpro-MG).

Nos últimos dias, setores da patronal e alguns trabalhadores em educação, com medo de perder o emprego, muitos organizados pela patronal, vêm realizando um ataque ao Sindicato dos Professores do Setor Privado (Sinpro). Em função de sua posição contrária ao atendimento presencial dos estudantes sem o controle da pandemia e por vacinação para todos e todas.

O controle da pandemia não se dará sem uma ampla vacinação!

Entendemos a angústia de pequenas instituições e de trabalhadores que vêem seus empregos ameaçados, mas a defesa da vida é o objetivo central neste momento.

Este é o sentimento da maioria dos trabalhadores em educação, o que torna a posição do sindicato absolutamente legítima.

Ao contrário do que alega o sindicato patronal, não há segurança na reabertura das escolas. E o fato de que crianças têm menor taxa de contágio e transmissão, não torna nulo a transmissão do vírus.

São crescentes os casos anunciados na imprensa, desde internação até morte de crianças em função de complicações do novo coronavírus.

Mesmo os especialistas e médicos que defendem a reabertura das escolas, apontam condições que estão longe de serem atingidas.

Precisaríamos, por exemplo, ampliar significativamente o número de trabalhadores para garantir a rotatividade e o isolamento dos pequenos grupos.

Não há condições de reabertura das escolas sem colocar em risco a vida de crianças, suas famílias e dos trabalhadores em educação.

Portanto, não há outra defesa possível neste momento das entidades e dos ativistas que defendem a vida e os direitos da classe trabalhadora que não seja a manutenção das escolas fechadas.

Toda nossa solidariedade ao Sinpro-MG!

Assinam a carta de apoio ao Sinpro-MG:

*ADUEMG, AMES-BH, APG-UFMG, APUBHUFMG+, Coletivo Alvorada, CSP-Conlutas, CTB, DCE UFMG, DCE Una, FENET, FITEE, Regional Leste do Andes-SN, Sind-REDE/BH, SindCEFET-MG, Sindifes, UBES, UCMG, UEE, UNE*

Compartilhar: