Sindicato e governo debatem pauta dos servidores de Ribeirão Preto

A primeira reunião para a discussão dos itens econômicos e gerais da pauta de reivindicações dos servidores municipais foi realizada na tarde de quinta-feira, dia 12, e terminou com o governo municipal prometendo uma resposta para os servidores de Ribeirão Preto (SP)  para a próxima semana. O Sindicato, a comissão de negociação dos trabalhadores e vários servidores participaram da rodada de negociação com os membros do governo.

“A promessa é de que na próxima semana o governo marque uma nova reunião para apresentar uma proposta para a categoria. O encontro de hoje (dia 12) serviu para iniciarmos os debates dos itens que os servidores estão reivindicando. Já na próxima semana vamos marcar uma grande assembleia geral com os trabalhadores e esperamos que uma proposta concreta seja apresentada para a categoria. Não vamos cair no conto do pacote de maldades II que o governo anunciou”, ressalta o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

Depois da primeira reunião com o governo municipal para tratar dos itens econômicos e gerais da pauta dos servidores, o Sindicato alerta a categoria para a realização de uma assembleia geral com os trabalhadores já na próxima semana. “Apresentando ou não uma proposta para os servidores, a assembleia será realizada. Vamos nos reunir com toda a Diretoria Atuante na segunda-feira, dia 16, para definirmos a data da assembleia. Assim que a data for definida, vamos informar a categoria do dia e horário. Será muito importante a participação dos trabalhadores”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

Comissão de negociação, Sindicato e governo discutem itens econômicos da pauta:

1. Itens econômicos

1 – Recomposição salarial do exercício de 2014, no percentual de 6,41%, observando-se o índice IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), mais 1/3 do aumento da arrecadação orçamentária sobre as receitas líquidas, no percentual de 6,70%, totalizando o percentual de 13,11%, a ser aplicado aos vencimentos mensais integrais dos servidores municipais, a partir de 1° de Março de 2015;

2 – Recomposição salarial do exercício de 2014 no percentual de 6,41%, observando-se o índice IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), mais 1/3 do aumento da arrecadação orçamentária sobre as receitas líquidas, no percentual de 6,70%, totalizando o percentual 13,11%, a ser aplicado no Vale Alimentação, que passará de R$ 700,00 para R$ 791,77, referente ao vale de oito horas diárias, a partir de 1° de Março de 2015;

3 – Aplicação do índice do Vale-Alimentação, no percentual de 13,11%, na Cesta Básica Nutricional dos Aposentados, a partir de 1° de Março de 2015;

4 – Extensão do programa de pagamento da licença-prêmio aos trabalhadores que possuem seus direitos fora do cronograma oficial;

5 – Cumprimento do acordo coletivo do ano de 2012, para que os servidores que obtiveram a incorporação dos 5.15%, previsto pela Lei Complementar 1.636/2004, recebam a antecipação parcelada do crédito, até a homologação judicial.

Compartilhar: