Sindicalistas de São Paulo selam apoio à candidatura de Haddad em ato público

ato haddad2

Sindicalistas ligados às seis maiores centrais sindicais realizaram, no início da tarde desta quarta-feira (17), um grande ato público que selou o apoio à candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo.

ato haddad7

ato haddad5

Trabalhadores e trabalhadoras das mais variadas categorias, como metalúrgicos, correios, água, esgoto e meio ambiente, bancários, professores, eletricitários, metroviários, entre outras, lotaram o auditório do Sindicato dos Eletricitários, localizado no bairro da Liberdade, para deixar claro o desejo de mudança presente em grande parte da população paulistana.

“Esse ato serve para mostrar que São Paulo precisa avançar e adotar o mesmo plano de desenvolvimento do país, uma política que vem dando certo”, destacou o deputado federal Assis Melo (PCdoB-RS).

Além de líderes sindicais, parlamentares e presidentes de partidos políticos, marcou presença na atividade, ao lado de Haddad e sua vice, Nádia Campeão (PCdoB), o ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto, que embora de passagem, fez questão de manifestar seu apoio ao candidato, que segundo ele representa a classe trabalhadora.

“Haddad representa o alinhamento de São Paulo com o projeto adotado para o Brasil, que tem como centro o ser humano e, acima disto, a classe trabalhadora. Não podemos permitir que essa política de arrocho salarial seja mantida aqui em São Paulo. Queremos um projeto que priorize o aumento de salários e renda, formalização dos empregos. É isso que representa a candidatura de Haddad”, disse Brizola.

ato haddad8

Brizola Neto foi aplaudido pelos trabalhadores. “Esse é um momento histórico para a cidade, pois temos a possibilidade de elegermos um prefeito alinhado aos interesses dos trabalhadores e trabalhadoras. Temos a certeza que ele terá visão para as demandas tanto dos consumidores, quanto dos trabalhadores. Porque a Eletropaulo, com sua política de demissão, tem precarizado as condições de trabalho e a prestação de serviços do setor”, afirmou José Bitelli, dirigente da CTB-SP e do Sindicato dos Eletricitários.

Opinião compartilhada por Renê Vicente, presidente do Sindicato de Água, Esgoto e Meio Ambiente (Sintaema). “A população quer mudança. A eleição de Haddad representará o avanço das forças progressistas e o retrocesso da política de desmonte do PSDB imposta à população”, destacou o dirigente.

Alinhado à ideologia dos trabalhadores, Haddad destacou em seu discurso suas propostas, voltadas para o bem-estar social baseado no diálogo constante com a população. “Para dar certo, não adianta instaurar mesas para discutir problemas específicos, como do serviço público. É preciso negociar com toda a população”.

ato haddad6

ato haddad4

Ex-ministro da Educação, Haddad em seu discurso comprometeu-se em dar prioridade à educação. “Educação não é uma panaceia. Mas tem que ser o centro de um projeto de desenvolvimento. Daí a importância de liderarmos uma revolução educacional. Mas para isso precisamos reconciliar São Paulo com o país. Implantando um projeto de desenvolvimento com olhar humano e social, respeitando a isonomia e a igualdade de oportunidades. É isso que nós representamos!”, destacou o candidato.

Para Francisca Pereira da Rocha Seixas, vice-presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores) é isso que a eleição de Haddad representa: um salto de qualidade na educação. “nessa eleição está em jogo a busca pela qualidade de ensino, com valorização do professor. Ensino em tempo integral e a conquista do piso para todas as jornadas”, afirmou a dirigente da Apeoesp.

ato haddad3

ato haddad1

Durante o ato, Wagner Gomes, presidente da CTB, leu o Manifesto assinado pelos sindicalistas ligados às centrais sindicais. Entitulado “Por que o movimento sindical apoia Fernando Haddad”, o documento expõe os motivos que levaram os dirigentes a apoiarem a candidatura do petista.

Leia o documento na íntegra: “Por que o movimento sindical apoia Fernando Haddad”

Cinthia Ribas – Portal CTB

Compartilhar: