Servidores de Petrolina fazem balanço positivo na última assembleia do ano

sindsemp

Na manhã da segunda-feira (16), o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp) realizou a última assembleia geral do ano tendo como pauta conjuntura, campanha salarial e prestação de contas. 

A assembleia contou com a presença de dezenas de servidores que buscavam posicionamento do Sindsemp quanto a atual realidade política do município, a presidenta, Léia Araújo logo no início da assembleia fez questão em ressaltar que a instabilidade do executivo tem causado dúvidas e emperrado o avanço das negociações. “Já enviamos e reenviamos ofícios ao executivo para tratarmos da campanha salarial 2014 e infelizmente até o momento não obtivemos resposta quanto a nossa solicitação”, diz.

A pauta geral e permanente que foi discutida com os servidores dentre várias solicitações trata principalmente do reajuste dos salários e das gratificações, aprovação e implementação urgente do PCCV, fortalecimento da formação continuada dos profissionais promovendo ou conveniando-se a alertar atualizações.

Léia observou que a pauta foi construída com a colaboração de representantes das associações das várias categorias, cada uma apresentou sua demanda. Foi votada a participação de representantes da Facape para composição da mesa de negociação que trata da campanha salarial.

Os vereadores Manoel da Acosap e Ronaldo Cancão fizeram uso da palavra, ambos esclareceram sobre a proposta enviada pelo executivo que trata da reforma a administrativa, segundo os vereadores a proposta é indecente e além de extinguir várias secretarias importantes cria mais de 500 cargos comissionados, o alerta é quanto às despesas que serão aumentadas, o valor atual é de mais d 500 mil reais, com a reforma essa valor passa a mais de 800 mil/mês.

O diretor financeiro, Juvênio Barbosa foi o responsável pela prestação de contas apresentando aos servidores, de forma objetiva os gastos e despesas durante todo o ano, as contas foram aprovadas e em breve disponibilizadas no site da entidade.

Com o final da assembleia os servidores se dirigiram a prefeitura, munidos de cartazes tendo como objetivo pressionar o executivo para estabelecer uma data para inicio das negociações da campanha salarial 2014.

Já na prefeitura alguns diretores e membros da comissão foram convidados pelo chefe de gabinete para uma rápida conversa onde ficou definido que até o final desta semana o executivo entrará em contato com o sindicato para definir data de inicio de negociação, a exigência do Sindsemp é a presença do prefeito, uma vez que durante toda a campanha 2013 em nenhum momento o prefeito esteve com os servidores. 

Por Tatiane Marta

Compartilhar: