Paraíba: bancários continuam em greve nesta quinta-feira

O primeiro dia de greve nos bancos foi avaliada como positiva na Paraíba, com o fechamento de 95% das 80 agências da capital. Segundo avaliação dos bancários e da diretoria do Sindicato dos Bancários da Paraíba, que se reuniram na noite desta quarta-feira (8/10), em assembléia no auditório da entidade, a greve continua por tempo indeterminado. A tendência é que a mobilização também se fortaleça a partir desta quinta-feira (9/10) nas agências do interior do estado.

“O movimento já começou mostrando a sua força, com mais de três mil agências paralisadas em todo o país. Na Paraíba, tivemos uma adesão muito forte dos bancários da Caixa e uma reação surpreendente do funcionalismo do Banco do Brasil em resposta ao quadro de exploração e assédio moral”, comentou o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba Lucius Fabiani. “A paralisação nos bancos privados deve ser intensificada amanhã”, acrescentou.

Com a participação representativa da categoria bancária, a assembléia ainda discutiu estratégias para ampliação do movimento nas demais cidades da Paraíba e sobre a possibilidade de fechamento dos serviços dos caixas eletrônicos. A discussão a respeito do auto-atendimento foi adiada para um segundo momento como medida emergencial, caso a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) não apresente propostas.“Essa greve tem tudo para dar certo. Precisamos continuar com fé na nossa luta porque o movimento está só começando. Quando defendemos a nossa valorização, estamos defendendo também a valorização do setor como um todo”, declarou Francisco Alves (Chicão), bancário do Banco do Brasil e membro do Conselho Fiscal da Previ. Os bancários vão se reunir diariamente, sempre às 19h, durante todo o decorrer da mobilização para avaliar o andamento da greve. As assembléias serão realizadas no Ginásio de Esportes do Sindicato dos Bancários da Paraíba, localizado na avenida Beira Rio, n° 3100, Tambauzinho.

Fonte: Seeb/PB

Compartilhar: