O Sinteam completa 35 anos nesta segunda e educadores comemoram

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) completa nesta segunda-feira 35 anos de existência. O sindicato nasceu como Associação Profissional dos Professores de Manaus (APPM), que se transformou em Sindicato dos Professores da rede particular de ensino. Já para atender aos professores das redes municipal e estadual foi criado em 1979 a Associação Profissional dos Professores do Amazonas (APPAM, que em 1989 transformou-se no Sinteam. Por isso, essa data “é significativa para o movimento sindical e, principalmente, para os trabalhadores e trabalhadoras em educação do Amazonas”, diz Marcus Libório de Lima, presidente do Sinteam.

Filiado à CTB, o Sinteam está presente em 46 dos 62 municípios do Amazonas, através das suas Delegacias Sindicais, e conta com mais de 15 mil associados na base, tornando-se assim o maior sindicato de servidores públicos do Amazonas. A secretária de Finanças do sindicato e presidenta da CTB-AM Ísis Tavares Neves relata o desenvolvimento do Sinteam nesses 35 anos. “No Amazonas, muitos dos municípios têm grande dificuldade de acesso, imagine isso há 35 anos”, acentua. “Então comemoramos o aniversário juntamente com o Dia do Professor com um ato político e uma festa”.

isis-ctb-am

“A história do Sinteam está intrinsecamente ligada à história política do nosso estado. A luta do nosso sindicado por uma educação pública, gratuita, democrática, de qualidade social e com a valorização profissional se consolida ao longo das décadas, através do embate constante e árduo entre os trabalhadores em educação e os governos”, acentua Lima. Já Ísis reforça a importância do sindicato nas conquistas de valorização dos educadores, mas também, “para as políticas públicas do setor no estado de uma forma geral”. Segundo ela, “de 2001 para cá, o Sinteam vem crescendo muito”. Ísis ressalta a política de formação das delegacias sindicais nos municípios como parte importante desse fortalecimento.

Para o presidente do Sinteam, “Temos a consciência de que precisamos avançar na melhoria da qualidade da educação pública em nosso estado, principalmente no que tange à valorização profissional, mas não podemos refutar as nossas conquistas ao longo dos anos, como a luta por reajuste salarial, formação continuada, concurso público, data-base, planos de cargos do Estado e dos municípios, promoções vertical e horizontal, a participação nos conselhos de controle social, escolas de tempo integral, saúde laboral e melhores condições de trabalho”, preconiza Lima.

Por Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

Compartilhar: