No Dia Nacional de Luta, integrantes do MST ocupam sede do Incra para exigir reforma agrária

Nesta quinta-feira (11), Dia Nacional de Luta, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou a sede nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O objetivo da mobilização é exigir a retomada da Reforma Agrária pelo governo no país.

Segundo Maria Lucimar da Silva, dirigente do MST no Distrito Federal, a Reforma Agrária está completamente paralisada e o Incra não tem cumprido seu papel.

“O governo tem que se desburocratizar e tirar as políticas do papel. Só o diálogo não basta, queremos ver os resultados na prática, com o assentamento das 150 mil famílias acampadas, com a implantação do novo crédito que beneficie os assentados e assentadas. E principalmente que o Incra funcione a favor do desenvolvimento da Reforma Agrária e não a emperre”, afirma.

Os sem-terra também trancam diversas estradas do país. As ações fazem parte a jornada de mobilizações das centrais sindicais, organizações políticas e movimentos da classe trabalhadora que tomarão as ruas do país neste 11 de julho.

Em Brasília, o Movimento também participará da Marcha Unificada da Classe Trabalhadora que ocorrerá as 15h na Esplanada dos Ministérios.

Fonte:  MST

Compartilhar: