Na Bahia, novo ato exige punição dos acusados de matar Catarina e Colombiano

No próximo dia 28, véspera da data em que os assassinatos de Catarina Galindo e Paulo Colombiano completam três anos, sindicalistas, familiares, amigos e trabalhadores fazem nova manifestação. O ato será em frente ao Fórum Ruy Barbosa, a partir das 10h.

O objetivo do protesto é exigir celeridade no julgamento, condenação e prisão dos acusados do duplo homicídio. A Justiça já tem provas da autoria, mas prefere beneficiar os empresários. Para até que as condições financeiras dos irmãos Santana fala mais alto.

Catarina foi vítima de um crime encomendado para matar o marido, Colombiano, na época tesoureiro do Sindicato dos Rodoviários, que teria descoberto irregularidades envolvendo o Plano de Saúde que prestava serviço para a entidade, MasterMed, pertencente aos mandantes dos crimes.

Por conta disso, amigos e familiares do casal não cessam com as manifestações para exigir que os criminosos sejam punidos nos rigores da lei.

Por Maiana Brito

Compartilhar: