MLT fecha rodovia para reivindicar posse de fazenda em MG

O Movimento de Luta pela Terra (MLT) promoveu na última quinta-feira (24) um protesto que fechou a BR 452 na altura do km 156 no município de Uberlândia. Cerca de 85 famílias particparam da manifestação contra trabalho escravo existente na fazenda Boa Estivinha e Veio D’água.

O MLT acusa os propritários da fazenda de fazerem ameaças de morte a um funcionário do local, Cicero, conhecido como Baiano, e revela que apesar de receber a visita do representante do conselho dos direitos humanos comprovando as denuncias, a situação ainda é tensa no local. 

Líderes do movimento têm solictado a imediata posse dessa fazenda haja visto que parte dela é ocupada desde 2002 por famílias ligadas ao MLT e não é possivel que se mantenha na justiça a posse a esses proprietários e arrendatários que desrespeita os direitos humanos e trabalhista. “Por tudo isso reivindicamos a imediata investigação desses fatos e a punição dos responsavéis. Esse crime não pode ficar impune entendemos que houve falha no processo que cancelou o decreto de desapropriação dessa área”, declara em nota o MLT.

Os manifestantes chamaram o superintendente do Incra para avaliar a situação, mas ele informou que estava à caminho de Belo Horizonte e se comprometeu a voltar a Uberlândia para verificar a situação da propriedade na qual reivindicam a posse.

Portal CTB com MLT

Compartilhar: