Metalúrgicos prosseguem com Jornada de Lutas em Caxias do Sul (RS)

Metalúrgicos da Mundial participaram durante cerca de duas horas da assembleia promovida pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul (RS), nesta terça-feira (25), que prossegue na jornada de lutas e mobilização da categoria dentro da Campanha Salarial 2013.

“Conscientizar o trabalhador de que o que está sendo pedido de reajuste, ou seja 14%, e as cláusulas sociais são justas e merecidas pela categoria. Esse é o papel de todo o trabalho que estamos realizando, com a nossa união e luta precisamos evoluir”, destacou o diretor do Sindicato, Jorge Rodrigues, que esteve à frente da Assembleia.

A empresa ficou paralisada por cerca de duas horas, já que os mais de 200 trabalhadores da empresa que participaram da assembleia se mantiveram do lado de fora do portão, atentos aos discursos e orientações do Sindicato.

PLR

No início da tarde, o secretário geral do sindicato, Luiz Carlos de Oliveira e a diretora do Departamento Feminino da entidade, Diana Lúcia de Souza estiveram na empresa para negociar a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2013.

Os diretores estranharam que a empresa está insistindo em aumentar as metas, que atualmente já são consideradas abusivas pelos trabalhadores. “No ano passado conseguimos negociar. Este ano querem retroceder, não podemos aceitar precisamos avançar. São os trabalhadores que produzem a riqueza das empresas”, enfatizou Oliveira. “A palavra deles agora é desafio para que os trabalhadores cumpram novas metas. O trabalhador deixa de ficar com sua família, trabalha em excesso para cumprir esses ‘desafios’. Não vamos aceitar isso”, disse Diana.

Ao final da assembleia, Jorge Rodrigues convocou os trabalhadores para uma grande manifestação dos metalúrgicos que está marcada para o dia 8 de julho. “Esta será a nossa resposta ao índice zero proposto pelos patrões que não respeitam o valor do trabalho do metalúrgico. Assim como a sociedade, que está mobilizada, a categoria também vai mostrar a sua força no dia 8 e tomar às ruas, na luta pelos direitos de todos”, registrou.

Fonte: Sindimetal Caxias do Sul

Compartilhar: