Metalúrgicos de Caxias (RS) reforçam a luta contra a terceirização

A manhã desta terça-feira (6) foi marcada pela luta dos trabalhadores contra o Projeto de Lei 4330, que permite a terceirização da mão de obra sem limites nos setores público e privado. Nas capitais de todo o país, trabalhadores de várias categorias, convocados pelas centrais sindicais, entre elas a CTB, promoveram protestos nas portas das federações patronais para pressionar os empresários a retirar a pauta da Câmara dos Deputados.

Em Porto Alegre, a concentração dos manifestantes começou às 8 horas da manhã, em frente à Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul, a Fecomércio. Os representantes do Sindicato dos Rodoviários, Sindicomerciários e Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região lotaram dois ônibus e se juntaram aos demais trabalhadores do Estado na capital. Da Fecomércio, todos seguiram em caminhada até a Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul, a Federasul.

O presidente da CTB-RS, Guiomar Vidor, disse que “o Projeto de Lei 4330 é uma afronta à CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e vai precarizar ainda mais as relações e as condições de trabalho”. Vidor também chamou os trabalhadores para que participem de nova mobilização, que está prevista para o dia 30 de agosto, prazo para o Governo Federal dar retorno à pauta de reivindicações dos trabalhadores.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região
Foto: Daniela Teixeira

Compartilhar: