Funcionários do BB protestam em Chapecó (SC) contra atos do banco

bancarios chapeco dia luta

Os funcionários do Banco do Brasil (BB) realizaram nesta terça-feira (30), manifestações em todo o país como forma de protesto contra os ataques aos direitos conquistados que o BB retirou com a implantação do Plano de Funções Comissionadas, implantado dia 27 de janeiro desse ano sem negociar com os sindicatos. Em Chapecó, o ato foi realizado por diretores do Sindicato dos Bancários de Chapecó, Xanxerê e Região em frente à agência Catedral, entregando uma carta aberta aos usuários, clientes e comunidade em geral.

O Plano de Funções ataca as conquistas de 36% de aumento real no piso e 16% de aumento real nas gratificações de funções e verbas internas conquistados nas campanhas salariais dos últimos 10 anos. Sindicatos e federações de todo o país marcaram reuniões e tentaram negociar a adesão ao novo plano de funções, mas o banco se negou a negociar, sugerindo que os 120 mil funcionários atingidos devem aceitar o plano sem reclamar.

Segundo a direção do Sindicato, o banco nunca fala que o objetivo do plano de funções é reduzir o valor dos adicionais de função gratificada e de confiança. O BB quer impedir que as conquistas dos funcionários nas últimas campanhas salariais, como o adicional por mérito, melhore o valor de seus salários. No entendimento dos bancários, a empresa quer aumentar ainda mais seu lucro reduzindo o salário dos funcionários.

“A prática da direção do banco é autoritária e discriminatória. É assim quando discrimina os funcionários oriundos dos bancos incorporados, pratica assédio moral com metas abusivas, ataca direitos conquistados e reduz salários”, expôs o presidente do Sindicato, Sebastião Araujo.
Os bancários do BB também lutam por melhores condições de trabalho; fim da demissão por ato de gestão; por um salário decente; pela isonomia de direitos e melhor atendimento aos usuários e clientes.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Chapecó

Compartilhar: