Metalúrgicos gaúchos apresentam campanha de valorização

A nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos, que tomou posse no início de dezembro, se reuniu no último sábado (07), na sede campestre da entidade, para o planejamento da gestão para 2015. Na oportunidade o sindicato deu início a discussão sobre a Campanha Salarial 2015 e a Campanha de Sócio. Além disso, também lançou a campanha “Valorizar o metalúrgico. Essa luta não para”, que será uma agenda permanente de diálogos até a data-base da categoria que é em junho. Além disso, o encontro teve por objetivo a integração dos membros da direção.

“Temos que ter visão e saber onde queremos chegar. Precisamos estar preparados para enfrentar as dificuldades com sabedoria, nos atualizar, nos planejar, estarmos unidos para traçar nossos objetivos e representar a categoria da melhor forma possível”, destaca o presidente do sindicato, Assis Melo.

Durante a manhã ocorreu palestra com o vice-presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) Nivaldo Santana sobre a conjuntura e os desafios da classe trabalhadora para 2015. Santana destacou que o sindicato inicia uma nova etapa em meio a uma conjuntura difícil que vai exigir muito dos diretores. “Além de conhecer as demandas da categoria, a direção precisa ter um ampla visão do contexto social e político para cumprir com a sua responsabilidade. Vivemos um processo de desigualdade social. 1% dos mais ricos do mundo tem riquezas equivalentes a 99% da população. Quem domina o capital é o setor financeiro, com lucros cada vez maiores, e quem sofre as consequências disso são os trabalhadores.”

O vice-presidente da CTB afirma ainda que, os principais desafios da classe trabalhadora, atualmente são a defesa da democracia, a luta pelo crescimento econômico, o combate ao retrocesso nos direitos trabalhistas, a construção de uma unidade entre os trabalhadores, o fortalecimento das entidades que representam os trabalhadores, a elevação da consciência classista dos trabalhadores e a busca do equilíbrio entre as lutas reivindicatórias e a defesa da institucionalidade do país.

Também foram pautas do encontro as redes sociais e os sistemas de comunicação do sindicato.

Fonte: Sindmetal Caxias

Compartilhar: