Dia Nacional de Luta reúne 3 mil pessoas em Feira de Santana

O Dia Nacional de Luta reuniu cerca de 3 mil pessoas no centro de Feira de Santana, na manhã da quinta (11). A mobilização contou com militantes de 19 entidades sindicais e do movimento estudantil.

mobilizacao1

Depois de manifestações em diversos locais da cidade, incluindo as rodovias federais, os militantes se dirigiram, com várias passeatas, para o estacionamento da prefeitura.

Com um mini-trio elétrico e se revezando nas falas, os sindicalistas defenderam redução da tarifa e melhorias no transporte coletivo, mais investimentos na educação e na saúde, fim do fator previdenciário, redução da jornada de trabalho, entre outras pautas de cada sindicato.

Com os primeiros protestos realizados durante a madrugada, as empresas do transporte coletivo suspenderam a circulação dos ônibus, por volta das 7h, temendo a ação de vândalos.

mobilizacao3Aos poucos, as agências bancárias e as lojas do centro comercial foram fechadas. Juntos, integrantes do Sindicato dos Comerciários e dos Bancários percorreram os poucos estabelecimentos que estavam abertos e provocaram o fechamento. Policiais militares acompanharam a movimentação para evitar confrontos.
Nos bancos, apenas os caixas eletrônicos funcionaram.

Professores das redes estadual e municipal de Feira também paralisaram as atividades, aderindo ao movimento dos trabalhadores da educação de todo o país.

O coronel Adelmário Xavier, do Comando de Policiamento Regional Leste, informou que policiais militares acompanharam todas as manifestações ocorridas desde a madrugada e informou que nenhum incidente foi registrado.

Por Kleiton Costa

Compartilhar: