Dia de Protesto dos trabalhadores da Voges em Caxias do Sul (RS)

Nesta quinta-feira (13) os trabalhadores da Voges, unidades Fundição e Motores, juntamente com o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região e os demitidos da empresa, cerca de 250 foram desligados na última terça-feira sem o pagamento das verbas rescisórias, realizaram um dia de protesto e mobilização. “Hoje vamos tirar o dia para correr atrás dos nossos direitos. Hoje começa a nossa caminhada. Vamos percorrer todas as instâncias que forem precisas para garantir os direitos dos trabalhadores”, afirma o diretor do sindicato, Antônio Carlos Santos.

Os trabalhadores que atuam nas unidades da Voges paralisaram as atividades desde o início da manhã em solidariedade aos colegas demitidos que se reuniram em frente às fábricas do grupo. Hoje a tarde, às 15 horas, os trabalhadores participaram de audiência, marcada pelo sindicato, na Câmara de Vereadores, para buscar soluções.

“O trabalhador tem obrigações quando é contratado, o empresário não tem?! O trabalhador não pode pagar por um erro que é da Voges. O patrão não se importa como estas famílias vão sobreviver, como vão passar o fim de ano. Não podemos achar normal explorar o trabalhador e depois cometerem estas injustiças de demitir sem pagar nada”, salienta o diretor Paulo César Bitencurtt de Almeida.

Em junho, o Grupo Voges já havia demitido 170 pessoas e, em 2013, outros 200 trabalhadores foram desligados, a maioria ainda luta na Justiça para garantir seus direitos.

Fonte: Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região
Foto: Fabíola Spiandorello

Compartilhar: