Desembargador concede liminar contra corte de ponto de grevistas

 

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (Sinjusmat) obteve vitória na tarde desta quarta-feira (9.6.2010), com obtenção de liminar em mandado de segurança impetrado pela categoria e concedida pelo desembargador Juracy Persiani, suspendendo a portaria do presidente do Tribunal de Justiça (TJMT), desembargador José Silvério, que determinava o corte de ponto dos grevistas.

Contudo, a nova decisão mantém a determinação da juíza da Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça, Vandymara Zanolo, que negou o pedido da Procuradoria Geral do Estado e garantiu o direito de greve da categoria, que está com as atividades paralisadas desde o dia 3 de maio.

“Acredito que seja o momento da diretoria do Tribunal estabelecer algum acordo com os servidores e atender as reivindicações. A decisão reforça a negociação e acho que a instituição deve achar um meio termo”, declarou o presidente do Sinjusmat, Rosenwal Rodrigues, em entrevista ao Olhar Direto.

Os grevistas consideram que pagamento parcial da URV, determinado pelo desembargador José Silvério, não atingiu todas as expectativas da categoria. Por outro lado, os manifestantes solicitam que o TJMT apresente uma proposta para a liquidação da dívida, de forma completa e transparente em seus cálculos.

Os servidores exigem ainda que o Tribunal pague o auxilio alimentação de R$ 500 reais, além de programar o enquadramento dos oficiais de justiça, conforme determinado pelo CNJ em sua Resolução 48.

Fonte: Sinspojuce

Compartilhar: