CTB-RJ participa de cerimônia de posse da nova diretoria da Fesep

Centenas de trabalhadores e lideranças sindicais prestigiaram, na última sexta-feira (14), a posse da nova direção da Fesep (Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro). A federação realizou seu processo eleitoral em Setembro e a Chapa 2 “Fesep Limpa”, apoiada pela CTB, foi vencedora e pôs fim a um longo processo de inatividade da federação.

Diversas lideranças sindicais da CTB, UGT e NCST estiveram presentes na atividade, assim como representantes dos sindicatos de servidores públicos da maioria dos municípios do Estado e de federações de outros estados. A CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e os deputados Glauber Braga (PSB-RJ) e Enfermeira Rejane (PCdoB-RJ) também marcaram presença na atividade para saudar a nova diretoria empossada.

Representando a CSPB, João Domingos falou que sentia “a mesma emoção que sentiu quando presente na posse da primeira diretoria da Fesep”. Domingos afirmou que “num momento de incertezas no quadro sócio-econômico temos que unir esforços em defesa dos servidores públicos” e que o “lugar que corresponde a federação é o topo da representação do movimento sincial”.

O Deputado Federal Glauber Braga (PSB) parabenizou a diretoria eleita e afirmou que “a defesa dos trabalhadores está garantida por essa direção que tem capacidade de manter diálogo permanente com a categoria”. O deputado socialista lembrou que o congresso nacional teve uma considerável redução dos parlamentares que defendem as causas trabalhistas e defendeu o protagonismo dos trabalhadores nos debates políticos do país afirmando que “os avanços mais importantes para os trabalhadores foram conquistados quando os trabalhadores estiveram no dia a dia do parlamento”.

A deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB) relembrou suas raízes no movimento sindical e no funcionalismo público, como profissional da saúde e se disse feliz de ter no Rio de Janeiro “uma federação tão representativa”. A comunista saudou o presidente eleito e lembrou os desafios da categoria ao afirmar que os funcionários públicos, nos dias de hoje, “são massacrados por um projeto político que faz com que as instituições políticas sejam geridas por Organizações Sociais e Fundações que tiram direitos dos servidores”. Rejane também lembrou a luta pela conquista da data base da categoria, colocou o mandato à serviço da categoria e afirmou que “o nosso patrão é o povo”, em alusão à quem deve servir à categoria.

Representando a CTB, o membro da Direção Nacional Joílson Cardoso afirmou que a categoria está em boas mãos com a nova diretoria empossada e que uma das missões da mesma será “trazer de volta as lutas históricas da categoria”. Segundo Joílson, “o que tem funcionando hoje em termos de saúde e educação se deve às mãos e ao compromisso dos servidores públicos”.

O Presidente da Fesep, Marco Antônio Correia da Silva, o Marquinhos, após empossado agradeceu a presença de todos e disse se sentir honrado e que seu mandato teria como busca permanente “avançar no direito dos servidores públicos”. Marquinhos elegeu como principal desafio da gestão a “integração e unidade da categoria” e disse que fará o papel que lhe cabe que é o de “representar todos os servidores públicos do Rio de Janeiro”. O presidente empossado chamou os sindicatos à luta dizendo que “o sindicalismo de serviço público tem que ter bandeiras de saúde e educação” e que “chegou a hora dos sindicatos terem bandeiras de luta e da federação empunhar essas bandeiras”.

A atividade foi realizada na Casa de Cultura Portuguesa Trás os Montes e Alto Douro, localizada na Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro.

Compartilhar: