CTB Minas se pronuncia sobre privatização dos Correios

A CTB Minas divulgou, nesta sexta-feira (6), nota sobre o processo de privatização dos Correios.  O texto-base do Projeto de Lei (PL) Nº 591/2021, que possibilita a venda de 100% do capital da estatal, foi aprovado ontem pela Câmara dos Deputados.

Leia a nota na íntegra:

NOTA DA CTB MINAS SOBRE A PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS

A CTB Minas repudia veementemente o processo de privatização dos Correios, que avançou nesta quinta-feira (5), com a aprovação do texto-base pela Câmara dos Deputados. Além de inconstitucional, o PL Nº 591/2021, aprovado com 286 votos favoráveis e 173 contrários, abre caminho para a entrega de mais um dos patrimônios do povo brasileiro nas mãos do capital privado. O PL sequer tramitou nas comissões da Casa. Não houve debate com a sociedade brasileira. Mais uma boiada que o governo de Jair Bolsonaro tenta emplacar.

Vale lembrar que os Correios tiveram lucro recorde em 2020, e são considerados uma das melhores empresas postais do mundo. Diversos direitos constitucionais são garantidos pela estatal, que atende mais de 5.500 cidades no país. Se aprovada a privatização, a empresa diminuirá drasticamente sua rede de atendimento e encarecerá os serviços. Péssimo negócio para os brasileiros, excelente para o interesse privado, que atuará apenas nos grandes centros urbanos.

Nos solidarizamos com os milhares de trabalhadores e trabalhadoras dos Correios que, apesar da crise sanitária e econômica causada pelo desgoverno Bolsonaro, trabalharam arduamente durante toda a pandemia, com aumento substancial na demanda de serviços. A categoria resistiu e lutou de forma exemplar contra o projeto entreguista do governo.

A CTB intensificará o diálogo com os senadores de Minas Gerais e continuará alertando a sociedade sobre os prejuízos incalculáveis resultantes desta privatização, ao lado de outras centrais sindicais e entidades representativas dos trabalhadores dos Correios. É imprescindível unir forças para derrotar o governo Bolsonaro e estancar a política de desmonte do patrimônio brasileiro e dos direitos dos trabalhadores.

6 de agosto de 2021,

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – seção Minas Gerais

Compartilhar: