Ato das centrais em Sorocaba e Jundiaí defende pauta dos trabalhadores

Ato das centrais em Sorocaba e Jundiaí reúne trabalhadores e trabalhadoras

Sindicalistas estão concentrados em vários pontos de Sorocaba e Jundiai (SP) desde o fim da madrugada desta quinta-feira (11), convocado pelas centrais sindicais como o Dia nacional de Lutas com Greves e Mobilizações.

Em Sorocaba, desde as 3h os sindicalistas estão concentrados no Parque das Águas, local que dá acesso à várias indústrias de grande porte da cidade. Ônibus que levaram trabalhadores para as fábricas foram desviados e encaminhados para o Parque.

Os manifestantes reivindicam direitos trabalhistas, a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem perdas salariais (30h para os trabalhadores da saude) reajuste do fator previdenciário, melhorias nas áreas da saúde, educação e transportes.

Às 8h, o grupo fará uma assembleia para decidir os rumos da manifestação durante o dia. A previsão é de que ainda pela manhã os manifestantes saiam em passeata até o Centro da cidade para se juntar ao Sindicato dos Bancários. Eles querem que as instituições bancárias e econômicas permaneçam fechadas durante o dia. Também há previsão de que parte do comércio não abra as portas nesta quinta-feira.

O dia de protestos em Sorocaba deverá seguir até às 17h, quando haverá um ato na Praça Coronel Fernando Prestes com todas as centrais sindicais e grupos sociais.

O transporte público coletivo e os terminais de ônibus de Sorocaba funcionam normalmente.

Em Jundiaí (SP), representantes de 14 sindicatos posicionaram veículos nas portas das empresas do Distrito Industrial. Os funcionários que chegam para trabalhar são convidados a descer dos ônibus e se juntarem aos sindicalistas. Pelo menos 1.500 pessoas estão reunidas. Muitos ônibus retornaram com os trabalhadores das portas das empresas.

Às 8h também está marcada uma assembleia que vai decidir se o grupo segue em passeata pelas ruas da cidade.

Compartilhar: