Porto Velho: cem anos de história

 

 

Nascida da classe operária
Foi berço dessa classe obreira
Antes habitada por tribos valentes
De grandes nações guerreiras
Estou falando de Porto Velho
Gerada nas barrancas do Madeira.

De 1907 a 1912, durante a construção da Estrada de Ferro-Mamoré
Porto Velho vai se estabelecer como núcleo urbano
Em torno da sede administrativa da empresa
Juntam-se povos: Do Judeu ao Barbadiano
Em 02 de Outubro de 1914, passa a condição de município
Cidade de bravos pioneiros de alto calor humano.

O primeiro ciclo da borracha
Impulsionou seu crescimento
Com a estagnação desse ciclo
A cidade tem um recrudescimento
Da década de 20 ao inicio da década de 40 do século passado
A cidade nesse período teve pouco desenvolvimento.

Com a eclosão da 2° Guerra Mundial
Estimulou o 2° ciclo da borracha na região.
Pra cá vem um exército de “Soldados da borracha”
A cidade vai se desenvolver e aumentar significativamente sua população
Acaba a 2° Guerra e com ela esse ciclo econômico
Mais uma vez a cidade entra em estagnação.

Com o ciclo da cassiterita, abertura da BR-364,
Interligando com o ciclo do ouro e da agricultura
Agora com a construção das usinas
A cidade cresceu desordenadamente padecendo de infra-estrutura.
Porto Velho segue seu destino
Tem tudo para garantir desenvolvimento com sustentabilidade para gerações futuras.

Ao chegar aos cem anos
A cidade diversificou sua economia
Transformou-se num grande centro econômico da região
Por terra, por água ou pelo ar
Têm saídas para o desenvolvimento como opção.
Não dependendo de novos ciclos econômicos
Pra cidade se desenvolver como solução.

Nosso espaço geográfico
É de um dos maiores municípios do Brasil
Do distrito de Nova Califórnia a Calama
Das Barrancas do Madeira ao Bairro Caladinho nossa população e de quase 500 mil
Quarta maior cidade da região Amazônica
Fronteira em desenvolvimento-Porto Velho tem esse perfil.

Pra entender a cidade de Porto Velho
É preciso compreender os zigues-zagues da história
O fator econômico, sua cultura, a formação do seu povo…
Nem tudo nesse centenário foi construído só de glória
Para que os erros do passado
Não sejam apagados de nossas memórias.

Entre as capitais dos estados brasileiros
Porto Velho é uma criança
Embora com problemas de cidades grandes
Por uma cidade mais humana e justa seu povo tem esperança.
Porto Velho – Rainha do Madeira
Cidade de oportunidades que inspira perseverança.

Assim é Porto Velho:
Da mulher guerreira
Da mulher ribeirinha
Da mulher garimpeira.
Porto Velho – cem anos de História
Da beleza feminina que encanta a cidade inteira.

Porto Velho é sinônimo de brasilidade
Gente de todos os estados brasileiros
De todos os continentes
Juntos e abraçados nesse tabuleiro
Cidade mais cosmopolita do mundo
Movida pelo sentimento humanista é que nos tornamos companheiros.

Aqui termino esses singelos versos
Uma expressão de amor pela minha cidade
Ao centenário e ao seu povo
Unidos de solidariedade.
Vida longa Porto Velho!
”Quem toma água do Madeira aqui vive pra eternidade.”

Porto,
Do Velho.
Porto.
Do novo.
Porto da alegria,
De todas as cores,
De todas as flores,
De todas as raças,
De todos os amores.
És belo o teu sol.
És belo o teu rio.
É valente o teu povo,
Filhos desse grande Brasil.
Porto Velho cem anos,
Que se iniciou,
Que está na memória,
Daqueles que fazem sua história.

Por Francisco Batista Pantera, é poeta, professor e presidente da CTB-RO.

Compartilhar: