Navegar é preciso, mas nem tudo o que cai na rede social é peixe

 

Renata, Vianna e Amadeu: internet livre e democrática para todos

 

A CTB participou do segundo seminário organizado pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé de São Paulo sobre comunicação e política. O tema foi nesta terça-feira (18) foi A Luta Social na Rede Social e a Democratização da Fala com exposições de Renata Mielle, dirigente do Barão nacional, Sérgio Amadeu, professor e blogueiro e Rodrigo Vianna, jornalista e blogueiro.

Para Renata a “internet está revolucionando comportamentos até mesmo de quem ainda não está inserido” na rede mundial de computadores. Segundo ela é necessário “democratizar a sociedade” e não apenas as comunicações, porque a sociedade brasileira é muito conservadora. Por isso, devemos ser “ativistas sociais e digitais” para dar vazão às novas demandas.

Já Amadeu acentua que “o direito à privacidade” pelo qual lutamos tanto, “não interessa ao capital”, por isso a dificuldade de aprovar o Marco Civil da Internet como pretendem os ativistas da rede e da comunicação. Para o ativista digital, antes da internet não havia debate nenhum, porque a velha mídia ditava a regra com o pensamento hegemônico, agora os e debates estão registrados na rede. Por isso, ele defende “a economia contemporânea é baseada na informação.”

Vianna falou sobre a fragmentação da internet e que precisamos “dar sentido às coisas”, porque tem sido tudo muito difundido ao mesmo tempo e isso cria um “choque de narrativas”. E até o momento quem está levando a melhor é a direita. “Nunca vi discurso de direita tão avançado na sociedade” e aí mora o perigo numa sociedade conservadora como a nossa. Criou-se ainda a dicotomia rua x rede e para Vianna não há contradição, porque “devemos estar nas redes e nas ruas”, acentua.

Com essa verdadeira aula ministrada pelos três ativistas da comunicação democrática pode-se perceber a necessidade de uma qualificação técnica e cognitiva para enfrentar os debates nas redes sociais e nas ruas e não perdermos espaços para a direita fascista. Porque navegar é preciso como diria o poeta, mas nem tudo o que cai na rede é peixe. Preparar-se para o embate esquerda x direita é essencial para aprimorar a democracia brasileira.

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

Compartilhar: