Mostra Internacional de Cinema: mulheres debatem gênero e raça no audiovisual brasileiro

Por Marcos Aurélio Ruy

A 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo traz uma inovação, o I Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual, com a presença de trabalhadoras da indústria cinematográfica de todo o país, acontece nos dias 21 e 22.

“Nos últimos anos, o debate sobre a desigualdade de oportunidades para as mulheres no setor audiovisual avançou muito. Pesquisas confirmaram a baixa presença delas em postos de liderança, seminários trouxeram novos olhares sobre o tema, grupos se organizaram em diversos cantos do país, festivais valorizaram a produção feminina, a imprensa e as redes sociais amplificaram a pauta, e mais mulheres passaram a reivindicar vez e voz em todos os campos de atuação, do set de filmagem à política setorial”, diz texto de apresentação do Fórum.

Na segunda-feira (21), das 18h30 às 19h30, no Cinesesc (Rua Augusta, 2075, São Paulo, tem o lançamento do livro Mulheres do Cinema, organizado por Karla Holanda, com artigos de 26 pessoas do cinema brasileiro. No mesmo dia e local, das 20h às 21h30, ocorre a apresentação do episódio 3 da série As Protagonistas, com direção de Tata Amaral, que participa de debate a seguir.

Como uma das principais lideranças e autoras do cinema brasileiro, Tata Amaral se diz lisonjeada em abrir o Fórum. “Abrir o Fórum é um privilégio, porque é o primeiro Fórum que debate as lideranças femininas no audiovisual”, diz, “esse é um momento muito importante para a ampliação dos espaços com objetivo de discutir a produção audiovisual de gênero e raça no país”.

No Centro de Pesquisa e Formação do Sesc (Rua Dr. Plínio Barreto, 285, 4º andar), na terça-feira (22), tem um debate com o tema Os Desafios do Audiovisual Hoje, das 10h às 13h, com a presença confirmada de Débora Ivanov, Laís Bodanzky, Denise Gomes, Carla Francine, Diane Maia e conta com a mediação de Kelly Castilho.

Das 14h30 às 15h30 acontece o debate Viés Inconsciente, com Adriana Carvalho e mediação de Andréa de Paiva. Das 15h30 às 18h30 o debate é Uma Agenda para 2020 sobre a desigualdade de oportunidades para as mulheres no audiovisual.

“O Fórum Nacional Lideranças Femininas no Audiovisual é uma iniciativa acolhida pela Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, pela Spcine e pelo SESC, com o apoio da ONU Mulheres e diversas entidades do setor”, explicam as organizadoras.

Uma boa oportunidade de empoderar o debate sobre como o audiovisual nacional tem abordado as questões de gênero e raça e, também, discutir as diferenças de oportunidades entre os sexos e as etnias na indústria do audiovisual.

Compartilhar: