Livro Latifúndio Midiota é lançado no Fórum Social Temático

Na última sexta-feira (27), o jornalista Leonardo Severo promoveu o pré-lançamento de “Latifúndio Midiota: crime$, crise$ e trapaça$”, durante o Fórum Social Temático. O evento aconteceu no espaço Mundo do Trabalho, nas imediações da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre. Com 130 páginas, essa é a segunda obra do autor e traz 20 artigos e reportagens publicadas no “Portal Mundo do Trabalho”, nos jornais “Hora do Povo” e “Brasil de Fato”, na “Revista do Brasil” e no “Portal Vermelho”.

“O objetivo do livro é dar voz aos que não tem voz, visibilizar vários temas que continuam sendo solenemente ignorados pela mídia ou inteiramente deformados. A ideia é fortalecer a luta pela democratização e a mobilização dos movimentos sociais por um novo marco regulatório”, afirmou Severo.

Lideranças da luta por um novo sistema de informação como João Brant, do coletivo Intervozes, José Soter, da Rede Abraço, e Sally Burch, da agência latino-americana de informação do Equador, estiveram presentes. O livro de Leonardo Severo também inaugura o selo Barão de Itararé. Presidente do Centro de Estudos de Mídia que leva o mesmo nome, o jornalista Altamiro Borges afirma que o objetivo é ajudar a fortalecer a luta pela democratização da comunicação, a mídia alternativa e ajudar no processo de formação. Além de aprofundar a reflexão sobre o tema. “Já na assembleia de constituição do Barão de Itararé, em 2010, foi proposto pelo jornalista Rodrigo Vianna pensarmos como além de nossos blogs, coisas mais urgentes, on line, de respostas rápidas, poderíamos ter também um esforço de reflexão mais profunda. E isso se dá em livro”, explica.

De acordo com o autor, a obra pretende ainda fazer com que as pessoas enxerguem com um olhar crítico e não mais passivo a informação que recebem da velha mídia. “Infelizmente, nós temos uma Constituição que nos seus artigos 220 a 224 não foi regulamentada por conta de uma correlação de forças bastante desfavorável aos movimentos sociais. Temos que estar cada vez mais atentos, unidos e mobilizados num diálogo permanente com a sociedade e governos progressistas para que tenhamos uma verdadeira liberdade na comunicação”, explica.

O lançamento nacional acontece no dia 7 de fevereiro, das 18h30 às 21h30, na Livraria Martins Fontes da Avenida Paulista.

Fonte: CUT

Compartilhar: