Live homenageia Aldir Blanc, nesta sexta (7)

Por Marcos Aurélio Ruy

O dia 4 de maio entra tristemente para a história da cultura brasileira. Nessa data, em 2020, a covid levou um dos maiores talentos da música popular brasileira, Aldir Blanc.

Nesta terça-feira (4), a mesma doença tirou do nosso convívio, o humorista mais popular do momento, Paulo Gustavo. Grandes perdas para a arte do país, em apenas um ano.

Mas as obras de grandes artistas permanecem para a eternidade e sempre vencem os dissabores de quem não sabe amar e viver com alegria e simplicidade.

Amigo É Pra Essas Coisas, de Aldir Blanc e Silvio da Silva Junior; canta MPB4

Por isso, a Comissão de Cultura do PCdoB da capital paulista realiza a live cultural “Legado de Aldir Blanc. Presente!”, numa homenagem mais do que justa ao grande artista da MPB e da literatura.

Esta merecida homenagem começa às 20h pela página do Facebook do PCdoB-SP. Não perca.

A importância de Aldir Blanc é tamanha que a Lei de Emergência Cultural, aprovada no ano passado, para que as trabalhadoras e trabalhadores da cultura tivessem um mínimo de garantia de sobrevivência digna durante a pandemia, foi batizada como Lei Aldir Blanc.

O Mestre Sala dos Mares, de Aldir Blanc e João Bosco; canta João Bosco

A live marca o lançamento da Comissão de Cultura do PCdoB na capital paulista. “Nossa primeira atividade vai trazer música, poesia e luta política. Aldir que é um homem de extrema importância em tantos momentos também foi um gigante que lutou contra a censura, a ditadura e em defesa dos direitos dos músicos”, afirma Railídia Carvalho, uma das organizadoras do evento.

Coração do Agreste, de Aldir Blanc e Moacyr Luz; canta Fafá de Belém

Participam grandes nomes da MPB como Moacyr Luz e Cida Moreira, o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) e a deputada estadual e cantora Leci Brandão (PCdoB-SP).

Aldir Blanc foi autor de “O Bêbado e a Equilibrista”, “O Mestre Sala dos Mares”, “Bala com Bala”, “De Frente pro Crime” e “Caça à Raposa”, em parceria com João Bosco; “De esquina em esquina”, “Diva” e “Nada Sei de Eterno”, com César Costa Filho; “Nação”, com João Bosco e Paulo Emílio, “Amigo É Pra Essas Coisas”, com Silvio da Silva Junior; “Coração do Agreste”, com Moacyr Luz; “Dois Bombons e Uma Rosa”, sem parceria, entre centenas de canções para sempre no rico acervo da MPB.

Serviço:

Live “Legado de Aldir Blanc. Presente!”

Sexta-feira (7), às 20h

Assista em: https://www.facebook.com/pcdobsp

Participam da live cultural:

  • Arthur Favela, cantor e compositor
  • Bruno Jordani, poeta e músico
  • Cida Moreira, atriz e cantora
  • Dayse do Banjo, cantora e compositora
  • Fernando Szegeri, cantor, escritor e compositor (Inimigos do Batente)
  • Helinho Guadalupe, cavaquinhista, cantor e compositor
  • Marlene Mendes, cantora  
  • Marcelo Menezes, cantor, compositor e violonista
  • Marcelo Fonseca, ator e cantor
  • Marquinhos Jaca, cantor, cavaquinhista e compositor
  • Maurinho de Jesus, cantor, cavaquinista e compositor
  • Moacyr Luz, cantor, compositor e violonista
  • Paulo Godoy, violonista e compositor
  • Paulinho Timor, percussionista, compositor e produtor
  • Railídia, cantora e compositora (Inimigos do Batente)
  • Rosa Rio, cantora e compositora (Coletivo Amigas do Samba)
  • Wilson Sucena, cantor, pandeirista e compositor
Compartilhar: