Leci Brandão canta na festa de 6 anos da CTB

 

A cantora, compositora e deputada estadual Leci Brandão fará show na grande festa de aniversário da CTB nesta sexta-feira (13) na Praça da República, na capital paulista, a partir das 12h. Além de Leci, também já confirmaram presença o sambista Thobias da Vai-Vai e o Grupo Inquérito de hip hop, entre outras atrações. A festa promete muito samba, muito forró, muito rap, muita arte popular e comemorações das atividades desses 6 anos de intensas lutas.

Toda a trajetória de Leci foi baseada na luta em defesa de uma sociedade mais justa e solidária, expressando essa vontade em suas canções e agora na política. De origem humilde, a mãe era servente de escola pública, ela acabava morando em escolas e ajudava sua mãe. 

Leci foi a primeira mulher a participar da ala dos compositores da escola de samba Mangueira. E iniciou sua carreira com ajuda do crítico musical Sérgio Cabral que a apresentou a Discos Marcus Pereira. Em 1973 passou a participar do Teatro Opinião, uma trincheira contra a ditadura militar na época. O primeiro LP (antecessor do CD) foi gravado em 1975, Antes Que Eu Volte a Ser Nada.

Em todos esses 38 anos de carreira, a sambista carioca tem sido convocada a cantar em inúmeros “eventos oferecidos com sindicalistas, estudantes, índios, prostitutas, gays, partidos de esquerda, movimento de mulheres e principalmente o movimento negro”, diz sua biografia em seu site www.lecibrandao.com.br. Ela conta que desde o momento em que decidiu seguir carreira artística assumiu um compromisso de que “faria da minha arte um instrumento em defesa dos menos favorecidos”.

Com a posse de Lula è Presidência da República, em 2003, Leci Brandão passou a integrar o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial e do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. Em 2010 filiou-se ao PCdoB e elegeu-se deputada estadual por São Paulo. Sua atuação na Assembleia Legislativa paulista firma-se como uma das vozes mais constantes na luta contra todas as formas de discriminação. Leci denuncia a violência contra os jovens da periferia, sendo os negros os mais atingidos, contra as mulheres, contra os homoafetivos, contra todos os marginalizados um sistema excludente. Exclusão que ela sentiu na própria pele. 

A luta promovida pela deputada, resultado de todo seu trabalho artístico e cultural, faz parte da nossa história e da vontade de todos os que defendem um Brasil para todos os brasileiros e condenam qualquer tipo de discriminação. 

A CTB acertou em cheio em trazer esta voz representativa da classe trabalhadora e dos marginalizados nessa grande festa que marca os 6 anos da Central, sempre na luta pelos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras do Brasil.

Portal CTB

Vídeos com canções de Leci:

{youtube width=”600″ height=”400″}Xir5eqTV3xE#action=share{/youtube}

Anjos da Guarda (1995)

Professores

Protetores das crianças do meu país

Eu queria, gostaria

De um discurso bem mais feliz

Porque tudo é educação

É matéria de todo o tempo

Ensinem a quem sabe tudo 

A entregar o conhecimento

Na sala de aula

É que se forma um cidadão

Na sala de aula

Que se muda uma nação

Na sala de aula

Não há idade, nem cor

Por isso aceite e respeite

O meu professor

Batam palmas pra ele

Batam palmas pra ele

Batam palmas pra ele

{youtube width=”600″ height=”400″}vqAR8nggQ3Y#action=share{/youtube}

Zé do Caroço (1981)

Lelelelê Lelelelelelelelelê

Lelelelê Lelelelelelelelelê

No serviço de auto-falante

Do morro do Pau da Bandeira

Quem avisa é o Zé do Caroço

Que amanhã vai fazer alvoroço

Alertando a favela inteira

Como eu queria que fosse em Mangueira

Que existisse outro Zé do Caroço (Caroço, Caroço)

Pra dizer de uma vez pra esse moço

Carnaval não é esse colosso

Nossa escola é raiz, é madeira

Mas é o Morro do Pau da Bandeira

De uma Vila Isabel verdadeira

O Zé do Caroço trabalha

O Zé do Caroço batalha

E que malha o preço da feira

E na hora que a televisão brasileira 

Distrai toda gente com a sua novela

É que o Zé põe a boca no mundo

Ele faz um discurso profundo

Ele quer ver o bem da favela 

Está nascendo um novo líder

No morro do Pau da Bandeira

Está nascendo um novo líder

No morro do Pau da Bandeira

No morro do Pau da Bandeira

No morro do Pau da Bandeira 

Compartilhar: