Festa da CTB tem Thobias da Vai-Vai na Praça da República, sexta-feira (13), em SP

 

O sambista paulistano Thobias Vai-Vai participa de show na Praça da República, em São Paulo, para festejar os 6 anos de fundação da CTB, a Central que mais cresce no país. O cantor traz para a comemoração o brilhantismo de um dos mais importantes puxadores da samba-enredo do país. 

Edimar Tobias da Silva, conhecido como Thobias Vai-Vai, nasceu em São Paulo, em 11 de setembro de 1958. Ficou famoso por ter sido intérprete oficial, e posteriormente presidente da escola de samba paulistana Vai-Vai. Alguns especialistas consideram Thobias um dos maiores intérpretes de samba-enredo do Brasil.

Iniciou sua carreira em meados de 1981. Já no ano seguinte, quando ainda funcionário da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), e entre uma participação e outra em variadas rodas de samba, interpretou no Festival de Compositores da empresa, a canção Vai Canoa, de Cláudio Miragaia, que ficou em segundo lugar e Tobias, que ainda grafava o nome sem a letra “h”, recebeu o prêmio de Melhor Intérprete.

A partir desse festival, Thobias optou pela carreira artística, e passou por alguns programas de calouros. Thobias entrou para o mundo do samba através da Gaviões da Fiel, quando esta ainda participava do carnaval apenas como uma ala da Vai-Vai, até que entrou definitivamente para esta escola, tornando-se seu puxador. 

Passou a ser o intérprete oficial da Vai-Vai em 1985, com o enredo Água de Cheiro. Lançou seu primeiro disco em 1986, e o segundo em 1989. Antes de lançar o terceiro LP em 1993, alterou a grafia de seu nome artístico de “Tobias” para “Thobias”. Em 2006, com a renúncia do então presidente, o polêmico Sólon Tadeu Pereira, Thobias assumiu a presidência da escola. Ainda este ano, participou do seriado da Rede Globo Antônia, e também do filme O Cheiro do Ralo. Consagrou no desfile de 2007 o bordão “Sob nova direção”, como marca de sua gestão. Em 2010, após o carnaval, deixou a presidência da Vai-Vai e passou a dividir com Bruno Ribas a tarefa de puxador de samba-enredo da escola.

Como radialista, realizou programas nas rádios FM Imprensa, Brasil 2000 e América. Foi também um dos fundadores da Sociedade Afrobrasileira de Desenvolvimento Sociocultural (Afrobas) a mantenedora da Faculdade Zumbi dos Palmares (UniPalmares) da qual é presidente de honra.

Thobias da Vai-Vai, como assim hoje é conhecido mundialmente, há mais ou menos 25 anos adotou e foi e adotado pelo bairro do Bixiga em São Paulo, local sede desta escola de samba paulistana.

E em seus 30 anos de carreira já participou de inúmeras gravações, sendo para escolas de samba de todo o Brasil, comerciais, participações especiais com outros artistas, como Beth Carvalho, Oswaldinho da Cuíca, Demônios da Garoa, entre tantos outros, além de seus 8 discos solo oficiais. Sendo seu último trabalho oficial de 2006, intitulado Paulicéia.

Programação Cultural de aniversário de 6 anos da CTB:

12:00 – Grupo Inquérito (Rap)

13:00 – Banda Verbalize (Rock-Reggae-MPB)

14:00 – Forró Pé de Serra

16:00 – Thobias da Vai-Vai (Samba)

17:30 – Ato Político Comemorativo do Aniversário de 6 anos da CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

18:00 – Show com Leci Brandão

Portal CTB

Vídeos de canções de Thobias Vai-Vai:

{youtube width=”600″ height=”400″}CMdhULkfRi0{/youtube}

Me Leva no Seu Coração (César Augusto/Reinaldo Barriga/César Rossini)

Você me deixa meio bobo

Assim abandonado, coração batendo tão apaixonado

Morto de desejo, nessa solidão

Saio andando pela rua, acendo um cigarro

Sinto sua falta, e dentro do meu carro

O rádio sempre toca a nossa canção 

O tempo passa tão depressa, e eu vou te esperando

Brigando com esta saudade

Só eu entendo a minha dor

Atrás de um sorriso eu tento não chorar de amor

Me leva, por favor, amor me leva

Não me deixe aqui me leva

Dentro do seu coração 

Me leva, não me deixe aqui sozinho

Deixa eu te fazer carinho

Não afaste a minha mão

{youtube width=”600″ height=”400″}n-7p_9Ex8AQ{/youtube}

Volta Por Cima (Paulo Vanzolini)

Chorei

Não procurei esconder

Todos viram, fingiram

Pena de mim não precisava

Ali onde eu chorei

Qualquer um chorava

Dar a volta por cima que eu dei

Quero ver quem dava

Um homem de moral

Não fica no chão

Nem quer que mulher

Lhe venha dar a mão

Reconhece a queda

E não desanima

Levanta, sacode a poeira

E dá a volta por cima

Compartilhar: