Diálogos, Diversidade Cultural e Crise Civilizatória


Adilson Araújo

O Fórum Social Mundial Temático Bahia acontece entre os dias 29 e 31 de janeiro de 2010. O evento é uma realização do Comitê Organizador Baiano do FSM Temático que prepara a edição que acontece em Salvador.

O evento contará com inúmeras atividades centralizadas e auto-gestionadas, reunirá também o grupo “Crises e Oportunidades” (C&O), que realiza atividades com uma série de convidados nacionais e internacionais, parte desses contribuirão com o balanço de 10 anos do FSM, em Porto Alegre, e são presença garantida na etapa baiana.

O acontecimento vai se concentrar nos desdobramentos das discussões, diálogos e controvérsias, tais como as respostas à crise em suas várias dimensões, governança e o aparelhamento social e político, relações sul-sul, diversidade, anti-racismo, igualdade de oportunidades, democracia, educação e cultura.

A proposição dos eixos temáticos vai acrescentar ingredientes apimentados à pluralidade das idéias. A diversidade e a democracia nortearão os debates sobre um temário diversificado: tolerância e combate ao racismo; racismo institucional e idade; fobias, intolerância e lógica igualitária; idosos, juventude e portadores de deficiência.

O FSM Temático Bahia percorrerá a análise e contextualização da democracia substantiva, afirmação e empoderamento da sociedade civil; militarização das periferias urbanas e ameaça à democracia; mídia e democracia; desaparecidos políticos; gênero: alternativas à mercantilização e homogeneização; mulher, crise econômica e emancipação.

A subjetividade e o encontro de um mundo possível pós-crise que possibilite efetivas respostas, também se somam e dão sentido ao Fórum Temático Bahia. Na seqüência as discussões sobre a convergência das crises e sua relação com o mundo do trabalho; reforma agrária, agricultura familiar e soberania alimentar; soberania energética e mudanças nas políticas acerca do meio ambiente pós-Copenhagen.

Um universo de assuntos da ordem do dia embasa o calor dos temas propostos para troca de idéias e experiências. A marca do evento permitirá um mergulho no oceano da descolonização do pensamento; etnocentrismo e eurocentrismo; descolonização do pensamento e movimentos sociais na América Latina e África; educação e desenvolvimento. Um entendimento sobre a esquerda na atualidade e as contribuições dos pensadores da América Latina e África.

O FSM Temático Bahia terá seu brilho, sobretudo, no calor do verão baiano, e na intensidade do diálogo e controvérsias sobre a América Latina e África e os movimentos sociais; extratos do significado e importância dos 50 anos da Revolução Cubana; e a importante contribuição do grupo Crise e Oportunidades. Por fim, um encontro sobre o ofício de viver samba (política, suor, samba no pé) e diversidade cultural: Brasil, América Latina e África.


Adilson Araújo é presidente da CTB Bahia

Compartilhar: