Cooperifa realiza 5ª Mostra Cultural com diversas atrações gratuitas, em SP

A partir do próximo sábado (03) , o sarau da Cooperifa realiza em São Paulo sua 5ª Mostra Cultural, o maior evento cultural das periferias do Brasil. Idealizada e produzida pelo poeta Sérgio Vaz, este ano a mostra conta com a participação dos já renomados músicos Emicida e KL Jay (Racionais MC’s), além dos escritores Mia Couto e Elisa Lucinda. Também se apresentam artistas da comunidade como o grupo de rap Versão Popular e a banda de samba Originais do Gueto.

Durante 9 dias consecutivos, até 11 de novembro, a população paulistana periférica terá acesso grátis às mais variadas manifestações artísticas, que englobam não somente a música e a literatura, mas também o cinema, artes plásticas, teatro e dança. A programação inclui 10 atrações musicais, 4 debates literários, 2 saraus de poesia, 2 peças de teatro, 2 espetáculos de dança, 2 exposições de artes plásticas e a exibição de diversos filmes e documentários, entre eles “5x Favela” e “Marighella”.

Sediada em escolas públicas, CEUs e SESCs (Santo Amaro e Interlagos) da zona sul de São Paulo, a Mostra tem uma programação especial para as crianças a fim de incentivar a arte e a literatura desde cedo.

Produzido por Emerson Acalde, o espetáculo “O Boneco Marcinho” irá ser apresentado aos pequenos nos dias 6 e 8 de novembro. Já no sábado (10), as crianças e adolescentes das comunidades mais carentes de São Paulo serão presenteadas com o melhor da literatura infanto-juvenil. A distribuição de livros, lanches e refrigerantes acontecerá em meio a diversas atividades de recreação na Escola Mauro Faccio Gonçalves Zacarias a partir das 10h.

A mostra será inaugurada no Sesc Santo Amaro em 3 de novembro, às 20h, com uma breve apresentação dos 11 anos de história do sarau da Cooperifa. Logo em seguida a cantora de black music Thulla Melo sobe ao palco para dar início às atividades culturais.

Para os debates estão escalados nomes de peso como Sérgio Vaz, Elisa Lucinda, Mia Couto, Marcelino Freire, Mauro Neri e a filósofa Maria Vilani Gomes, agitadora cultural do bairro do Grajaú. As apresentações de dança serão encabeçadas pelos grupos de balé Capão Cidadão e AfroKoteban. As exposições ficam a cargo de Jair Guilherme, com “Papillons en fleur”, e “Metal Morfose” do poeta Casulo, que dá vida a peças de automóveis descartadas.

Confira aqui programação completa da 5ª Mostra Cultura

Cooperifa

Sérgio Vaz fundou o sarau da Cooperifa em outubro de 2001 com a intenção de que poetas periféricos fizessem a “gentileza de recitar poesias para a comunidade” e essa, por sua vez, fizesse a gentileza de ouvi-las. Desde então, o sarau cresceu e evoluiu ganhando notoriedade internacional, sediando também de maneira ocasional peças de teatro, apresentações de dança e música, jamais sem ofuscar a dona da noite, a poesia. Diversos artistas das periferias de todo o Brasil foram capazes de publicar seus livros e álbuns graças ao apoio da Cooperifa, entre eles o grupo Versão Popular e o rapper Jairo Periafricania.

O sarau acontece todas as quartas-feiras às 21h no Bar do Zé Batidão, no Jardim Guarujá, na zona sul de São Paulo. Entre as noites mais populares estão o “Ajoelhaço” (na qual os homens pedem perdão às mulheres), “Poesia no Ar” (quando cada poeta amarra sua poesia a uma bexiga de gás hélio e a solta no céu paulistano) e “Chuva de Livros” (na qual diversos livros novos são distribuídos gratuitamente à comunidade).

Fonte: Assessoria Cooperifa

 

 

Compartilhar: