Centrais lançam Calendário de Lutas 2022 para o estado de São Paulo

Lideranças de centrais sindicais e do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) apresentaram, noite desta segunda-feira (14), o Calendário de Lutas 2022 para o Estado de São Paulo. A atividade unitária, realizada em Hortolândia, no interior paulista, contou com dirigentes da CTB, CUT, Força Sindical e UGT.

O calendário apontará as iniciativas conjuntas dessas entidades para nortear, organizar e mobilizar as principais cidades do Estado, neste primeiro semestre de 2022, com o objetivo de denunciar, cobrar soluções, apresentar propostas e apoiar a população do Estado para enfrentar os problemas mais graves e urgentes, como a fome, desemprego, a carestia, mobilidade urbana.

Segundo Paulinho Nobre, tesoureiro da CTB-SP, a unidade das centrais em torno do calendário de lutas é fundamental para fortalecer a mobilização por um País melhor. “Precisamos levar esperança, gerar emprego. Temos um governo que não saiu do palanque, que não parou de fazer campanha”, disse o dirigente cetebista.

O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, afirmou que o mais importante no momento é o Brasil sair da situação em que se encontra. “Vamos realizar ações de solidariedade, diálogo com a população e debater formas de pressão sobre o poder público e o Parlamento para atender as reivindicações mais urgentes da população”, disse Miguel.

Ricardo Patah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), lembrou que, além os 650 mil mortos pela Covid-19, o Brasil tem 20 milhões de pessoas passando fome. “A comida está mais cara e está mais difícil viver nesse Brasil”.

Mobilizações em 2022

  • No dia 7 de abril será realizada a Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, a  Conclat 2022 – Empregos, Direitos, Democracia e Vida.
  • No dia 13 de abril, haverá uma mobilização em todo o estado de São Paulo contra a fome e contra a carestia.
  • No dia 1° de Maio, Dia Internacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras, na capital São Paulo e nas principais cidades do interior serão realizados grandes atos.
  • Já o dia 6 de maio, será o dia estadual de Mobilização pelo Vale Transporte Social.

Com informações da Rádio Peão Brasil

Compartilhar: