Traição recompensada: Moro vira sócio de consultoria dos EUA

A Alvarez & Marsal, uma firma de consultoria estadunidense especializada em gestão de empresas, anunciou no domingo (29) a contratação do ex-juiz Sergio Moro, o grande “herói” da Lava Jato, operação que abriu caminho para o golpe de Estado de 2016 e para a eleição de Jair Bolsonaro em 2018.

O homem, que condenou e prendeu Lula em 2018 por reformas em um apartamento em Guarujá que nunca pertenceu ao ex-presidente, vai atuar na área de “Disputas e Investigações” da A&M em escala global.

Entre as empresas que se tornaram clientes da A&M destaca-se a Odebrecht, multinacional brasileira que o ex-juiz e a força tarefa da Lava Jato destruíram. A façanha foi realizada sob orientação dos pelos serviços de inteligência dos EUA que desde 2013 espionaram a construtora, assim como a Petrobras, a ex-presidenta Dilma e vários assessores e autoridades de seu governo.  

“Moro, o ex-juiz da Lava Jato, cujo trabalho provocou os sortilégios que provocou nas empresas, na economia e na política é agora sócio-diretor da empresa encarregada de cuidar da recuperação judicial da empreiteira que a força-tarefa ajudou a quebrar”, comentou em tom irônico o jornalista Reinaldo Azevedo.

“Imaginem quantos segredos das empresas brasileiras Moro conhece… Os arquivos da Lava Jato de Curitiba — aqueles que os bravos rapazes não querem compartilhar nem com seu braço na Procuradoria Geral da República”, complementou.

Salta aos olhos que, além de eventuais segredos da Lava Jato, o emprego é um prêmio, uma recompensa pelos serviços que o chefe da República de Curitiba prestou a Washington. Como resultado da Lava Jato e do golpe de Estado a política externa do Brasil foi subvertida, a engenharia nacional destruída e temos um lacaio do império na Presidência da República.

É um escárnio típico dos dias sombrios nos quais a nação está mergulhada. A mídia burguesa, cúmplice dos golpistas e do imperialismo, informou em poucas linhas a notícia, abordando-a como um fato corriqueiro e destituído de maior importância. Afinal, foi esta mídia quem transformou o farsante Sergio Moro em herói da luta anticorrupção.

Não obstante, é um escândalo. As ligações perigosos e obscuras de Moro e da Lava Jato com os Estados Unidos são profundamente ofensivas à consciência e à soberania nacional, devem ser investigadas e punidas, pois são fartos os indícios de que configuram crise de lesa pátria.   

Se inscreva no nosso canal no YouTube /TVClassista

Compartilhar: