Temer propõe aumento para Forças Armadas em troca de apoio às mudanças na previdência

O governo Michel Temer sinaliza aumentar os salários das Forças Armadas em troca de apoio para mudanças no regime de aposentadoria dos militares.

De acordo com os interlocutores, entre as contrapartidas em estudo estão a concessão de auxílio-moradia para quem está na ativa e não mora em imóvel funcional (da União); reajuste dos adicionais incidentes sobre os soldos, além de volta da contagem de tempo de serviço para efeitos de gratificação (quanto mais tempo, maior o adicional).

Na brincadeira do “toma lá dá cá”, a equipe de Temer ainda indicou que a proposta acabará como o fim da paridade (de reajuste salarial entre ativos e inativos) e do provento integral, e o aumento da contribuição previdenciária, atualmente em 7,5%, para todos os militares, não só para os pensionistas — igualando à alíquota a dos servidores civis (de 11%).

Diferentemente do com ocorreu com a centrais sindicais, entidades representantes da classe trabalhadora, a equipe econômica de Temer afirmou que o está disposto a negociar com os militares em troca de mudanças no regime de aposentadoria da categoria.

Portal CTB – Com informações do O Globo

Compartilhar: