STF deve julgar amanhã (5) afastamento de Cunha da presidência da Câmara

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta quinta-feira (5) o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara. O julgamento, motivado por uma ação, chamada Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), proposta pela Rede, pedindo o afastamento imediato de Cunha da presidência da Casa, foi acertado entre o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, e o ministro Marco Aurélio Mello, relator da ação. A sessão está prevista para às 14h.

O principal argumento da ADPF é de que, por ser réu do STF, Cunha não pode estar na linha sucessória da Presidência da República, caso o impeachment se concretize e Michel Temer assuma o governo.

Eduardo Cunha é réu pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro e responde a pelo menos cinco inquéritos na Operação Lava Jato.

 De Brasília, Ruth de Souza – Portal CTB

Compartilhar: