Saldo do golpe: Brasil bate recorde em falências

A crise política e econômica, resultantes do golpe parlamentar de 2016, deverá fazer com que o Brasil perca, em 2018, o maior número de empresas nos últimos dez anos.

A estimativa de consultorias especializadas é que 948 empresas decretem falência ao término deste exercício. Levantamento da Serasa Experian aponta que, no primeiro semestre deste ano, o número de empresas em recuperação judicial por causa da recessão advinda com o golpe subiu 9,7% em relação a 2017.

No semestre, ainda conforme a Serasa Experian, as falências requeridas no país alcançaram 686 pedidos.

Além do desemprego, desvalorização dos salários, da desindustrialização e do baixo consumo das famílias resultantes das políticas recessivas do governo Michel Temer, a alta do dólar também é um fator que contribui para o crescimento do número de falências e de recuperações judiciais. 

Jornal da CTB

Compartilhar: