Rodoviários decidem hoje sobre greve em Teresina

Em assembleia na manhã de hoje, motoristas e cobradores decidem se aceitam ou não queda nos salários. A decisão do Tribunal Superior do Trabalho em diminuir o reajuste salarial de motoristas, cobradores e despachantes do sistema coletivo de Teresina pode gerar uma nova greve da categoria. O Sindicato dos Rodoviários realiza assembleia na manhã de hoje para avaliar a possibilidade, segundo o presidente da entidade Francisco das Chagas Oliveira.

O acordo feito com o Tribunal Regional do Trabalho no final de abril reajustou os salários em 8,05%. Porém, a liminar do TST em favor do Setut (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina) diminuiu esse percentual para 5,83%, baseado no índice do INPC.

O salário de um motorista, por exemplo, caiu de R$ 930,04 para R$ 910. A categoria já tinha recebido o novo salário nos meses de abril e junho.

Se for aprovada, a greve será deflagrada somente na quinta-feira. Por lei, a categoria tem que fazer a comunicação aos sindicalistas, aos patrões e aos órgãos competentes, já que é uma prestação de serviço público.

Compartilhar: