Protestos contra o golpe se espalham por todo o país nesta sexta (15)

O dia começou com protestos urbanos e rurais em todo o país contra o golpe e em defesa da democracia. O movimento dos Sem Terra organizou atos e manifestações em pelo menos 15 capitais, com o fechamento de estradas federais e estaduais.

A Jornada Nacional de Lutas do MST mobilizou 40 mil Sem Terra em defesa da democracia, contra o golpe e o fim da violência no campo. O movimento também relembra em sua ações o Massacre de Eldorado dos Carajás que em 2016 completa 20 anos de impunidade. 

“Temos a obrigação de honrar a memória de nossos mártires, os 21 companheiros que tombaram em Eldorado dos Carajás há 20 anos”, afirma a direção nacional do MST. 

Em São Paulo, as centrais sindicais também interditaram rodovias no início da manhã (leia mais aqui), como parte da mobilização nacional em defesa da democracia. 

Confira os protestos anti-impeachment em alguns estados do país:

Mato Grosso
Manifestantes ligados ao MST fizeram protesto em três rodovias de Mato Grosso. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, houve bloqueios por aproximadamente uma hora nos seguintes trechos: BR-174, km 787, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá; BR-364, km 268 em Jaciara, a 148 km de Cuiabá; e na BR-070, km 728, em Cáceres.

Mato Grosso do Sul
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o MST bloqueou o trânsito em três rodovias do estado, em Mundo Novo, em protesto que pedia reforma agrária e a manutenção do mandato de Dilma Rousseff.

Minas Gerais
Cerca de 300 manifestantes sem-terra e sem-teto bloquearam a rodovia próxima ao assentamento do campus Glória, que pertence à Universidade Federal de Uberlândia (UFU). A manifestação começou às 8h.

Segundo o advogado da Pastoral da Terra, Igino Marcos, o movimento principal à frente da mobilização foi o MST, porém outros movimentos sociais se unem em várias reivindicações. “É uma manifestação que acontece em vários locais do país. São sete movimentos unidos em prol da campanha Abril Vermelho, reforma agrária, pela democracia e contra o impeachment da presidenta Dilma”, disse.

Em Governador Valadares também houve protestos.

Paraná
Cerca de 100 integrantes do MST protestaram contra a violência no campo e a favor da democracia. Eles fecharam a BR-277, em Curitiba, no bairro Orleans, na manhã desta sexta-feira (15), por cerca de duas horas. 

Pernambuco
Integrantes do MST realizaram protestos na BR-101 Norte, na divisa entre Pernambuco e Paraíba; nos municípios de Moreno (Grande Recife) e Arcoverde (Sertão), e no distrito de Guadalajara. 

Piauí
Mais de 200 manifestantes bloquearam a BR-316 esta manhã. A rodovia é a principal via que liga Teresina aos municípios do Sul do estado. A interdição aconteceu em Chapadinha por volta das 9h30. A via só foi liberada às 10h30. No ato, os protestantes reivindicavam direitos agrários, defenderam a presidente Dilma Rousseff e se disseram contra o impeachment.

Rio de Janeiro
Uma manifestação em defesa da presidenta Dilma Rousseff fechou parte do trecho da Via Dutra que corta Piraí, no Sul do Rio de Janeiro. 

Rio Grande do Sul
Um grupo de assentados da reforma agrária de Alegrete, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, bloqueia o km 380 da RSC-377. De acordo com organizadores, o protesto, que é em defesa da presidente Dilma Rousseff e contra o impeachment, deve seguir até por volta das 17h.

Sergipe
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) calculou que cerca de 560 pessoas participaram de bloqueios em três trechos da BR-101, no período das 9h às 10h desta sexta-feira (15), em Sergipe. As interdições foram realizadas pelo MST.

Portal CTB com agências

Compartilhar: