Por valorização do trabalho, centrais sindicais se reúnem com presidente do TST

Representantes das centrais sindicais se reuniram nesta terça-feira (9), em Brasília, com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Carlos Alberto Reis de Paula, para tratar de assuntos referentes à valorização profissional no país e a importância dos 70 anos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

A secretária adjunta de Finanças, Gilda Almeida, e o advogado Magnus Farkatt representaram a CTB na reunião. Os dirigentes sindicais ouviram do presidente do TST que a sociedade “precisa valorizar o trabalho e colocá-lo na pauta das discussões do país”.

Para o presidente do TST, a grande lição da Consolidação das Leis do Trabalho, “com relação a qual nós comemoramos 70 anos”, é que tudo tem que passar por uma negociação. “O princípio básico da CLT é colocar o trabalho como instrumento básico e necessário na relação social. E o trabalho, com a valorização do trabalhador, esse princípio não pode ser afastado”. Ele concordou que a CLT tem que ter uma atualização, “pois tudo muda”. No entanto, advertiu que não se pode perder de vista os princípios e os valores que estão consagrados nela.

Com informações do TST
Foto: Júlio Fernandes

Compartilhar: