Popularidade de Bolsonaro tende a cair

Por Altamiro Borges

Bolsonaro não está com essa bola toda e sua popularidade tende a despencar no próximo período. Pesquisa Ibope divulgada na quarta-feira (16) mostra que a aprovação do “capetão” caiu 5 pontos entre setembro e dezembro. O caos na vacinação e o fim do auxílio emergencial devem acelerar ainda mais essa queda.

De acordo com a sondagem, 35% da população avalia o desempenho do laranjal bolsonariano como ótimo ou bom, enquanto há três meses o resultado positivo era de 40%. Já 33% dos brasileiros consideram que o governo é ruim ou péssimo – um aumento de quatro pontos percentuais em relação à pesquisa anterior.Segundo o Ibope, entre setembro e dezembro, Bolsonaro teve queda de popularidade em todas as regiões do país, à exceção do Nordeste. A região Sudeste é hoje a que reúne a maior parcela dos descontentes – com 36% avaliando o governo como ruim ou péssimo.

Ibope avalia as áreas de atuação

A pesquisa também indica que houve uma piora na avaliação sobre a forma de governar adotada pelo fascistoide. Em setembro, 50% aprovavam o modo como Bolsonaro administra o país. Agora, esse número caiu para 46%. Os que desaprovam eram 45% e agora são 49%.

O genocida é melhor avaliado em cidades pequenas, com até 50 mil habitantes. Os percentuais de aprovação caem nas grandes cidades, onde há mais de 100 mil habitantes: nelas, 35% da população confia no presidente e 62% não confia; 36% apoia sua forma de governar e 58% rejeita.

Um sinal de que a popularidade do “capetão” deve cair ainda mais no próximo período ocorre quando se avalia o governo por área de atuação. Na educação, 42% aprovam e 55% desaprovam; na saúde, 38% a 60%; no meio ambiente, 36% a 59%; no combate ao desemprego, 35% a 62%; no combate à inflação, 33% a 63%; na cobrança de impostos, 26% a 70%; e na taxa de juros, 24% aprovam e 70% desaprovam.

Fonte: Blog do Miro

Compartilhar: