Violência policial reprime protestos de estudantes contra reajuste de tarifa em Teresina e Vitória

Agressões por parte da Polícia Militar tomaram conta das principais ruas de Teresina, no Piuaí, e de Vitória, no Espirito Santo, em mais um dia de protestos estudantis contra o aumento das passagens de ônibus.

O sétimo dia de manifestações do movimento #contraoaumento em Teresina, Piauí, terminou com violência policial contra os estudantes provocando confusão nas ruas da capital. Em uma marcha pacífica, os jovens ocuparam a Avenida Frei Serafim, principal via do centro, em protesto contra o reajuste de R$ 1,90 para R$ 2,10 nas passagens de ônibus, a ampliação da rede de integração da capital e a gratuidade da segunda passagem no sistema de integração de linhas.

Cerca de 600 policiais, mais a tropa de choque, participaram da repressão ao protesto. Balas de borracha, bombas de efeito moral e spray de pimenta, foram disparadas contra a multidão.

{youtube width=”420″ height=”340″}oLllUyIBrGY{/youtube}

Aproximadamente 17 estudantes foram detidos de forma arbitrária e agressiva e levados para a delegacia. Na manhã da última quarta-feira (11) oito foram transferidos para penitenciárias estaduais do Piauí. Os presos não ficarão em celas separadas e dividirão o espaço com os outros presos das Casas. Advogados das entidades estudantis e sindicais estão tentando apresentar um pedido de habeas corpus coletivo para liberar as pessoas.

Já no centro de Vitória, os alunos interditaram as avenidas Getúlio Vargas e a Princesa Isabel. Houve confronto com policiais da cavalaria e agressões por parte da PM.

protesto_vitoria

O assunto é um dos mais relatados nas redes sociais e os internautas chegaram a protestar contra o uso de bombas de efeito moral e tiros com balas de borracha pela PM. Duas pessoas foram presas na manhã da quarta-feira, mas a PM não soube informar se eram ou não estudantes.

Esse último protesto compõe uma séria de manifestações que acontecem desde o começo do ano e as razões vão além do aumento no valor da tarifa do transporte público: os estudantes querem o fim do monopólio no transporte coletivo e a reabertura da CPI do Transcol.

As passagens nas linhas municipais subiram neste domingo (8) de R$ 2,20 para R$ 2,35, enquanto nos seletivos passaram de R$ 2,30 para R$ 2,50. No sistema Transcol, as tarifas subiram de R$ 2,30 para R$ 2,45, enquanto nas linhas seletivas os preços variam de R$ 3,70 a R$ 4,25.

Com informações das agências

Compartilhar: