“Não dá mais pra segurar tantos corruptos usurpando o poder”, diz dirigente da CTB

Com as reformas do presidente ilegítimo Temer “querem ruir com a nossa Constituição e com os direitos trabalhistas, em especial com os direitos das mulheres”, afirma Ivânia Pereira, secretária da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), durante a 9ª Marcha da Classe Trabalhadora em Brasilía.

Até o momento, a capital federal está ocupada por mais de 150 mil representantes do movimento sindical e social de todas as partes do país.

De acordo com a sindicalista sergipana, “se hoje essas reformas são de morte para o povo brasileiro, elas atingem duplamente as mulheres”. Por isso, acentua, “as mulheres estão em dobro aqui em Brasília. E estamos em dobro para dar resposta ao que esses golpistas estão fazendo com a nossa sociedade, com o nosso povo”.

Ela fala isso porque as mulheres trabalham cerca de 5h a mais do que os homens semanalmente e ainda têm que cuidar dos filhos e da casa, conforme atestam pesquisas. Além do mais, elas formam 52% da população brasileira e contam em torno de 10% de parlamentares no Congresso Nacional, pouquíssimas prefeitas, governadoras, deputadas estaduais, vereadoras. E para piorar instaurou-se no Palácio do Planalto um governo sem mulheres.

“Não dá mais pra segurar tantos corruptos usurpando o poder e os direitos do povo brasileiro e nos calar diante disso”, conclui. 

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

Compartilhar: